Rodrigo: 'Treinador vai decidir o titular após treinos e amistosos'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
header-CopaDoMundo

Rodrigo: 'Treinador vai decidir o titular após treinos e amistosos'

Rodrigo - Espanha
Rodrigo concedeu entrevista coletiva (Foto: Pierre-Philippe Marcou / AFP)
LANCE! - 11/06/2018 - 11:24
Krasnodar (ESP)
A Espanha está em Krasnodar para a disputa da Copa do Mundo. A equipe terá ao menos mais três dias de treinos antes da estreia diante de Portugal, na sexta-feira, pelo Grupo B. No ataque, uma dúvida persiste: Rodrigo Moreno, Diego Costa ou Iago Aspas. O atacante do Valencia falou sobre a briga por posição para ser o camisa 9.

- Acho que o professor vai decidir levando em conta o que está vendo nos treinamentos e as conclusões dessas análises, além da característica do rival. O que está claro para os três e todos os demais é que formamos um grupo. Jogue quem jogar, dará o melhor de si. Os que não jogarem apoiarão do lado de fora. Precisamos de todos, a união é a chave - explicou.

Rodrigo foi titular no amistoso da Espanha diante da Tunísia, no último sábado. Diego Costa entrou em seu lugar no segundo tempo. Mas quem fez o gol da vitória foi Aspas, que também ficou como opção e substituiu David Silva.

Para Rodrigo, Diego Cosa é uma referência na área e Aspas é mais versátil, podendo se adaptar em vários esquemas táticos.

- Todos os que estão aqui querem jogar, o ruim seria o contrário. Estamos preparados para acrescentar e, jogue quem jogar, vai dar o máximo para ajudar a equipe. Somos um grupo unido e isso é o que vai nos dar força suficiente para fazer algo importante.

Rodrigo - Espanha x Tunísia
Rodrigo em ação contra Tunísia (Foto: Pierre-Philippe Marcou / AFP)
O atacante do Valencia falou ainda sobre os amistosos feitos pela Espanha. Além da vitória sobre a Tunísia por 1 a 0, a Fúria ficou no 1 a 1 com a Suíça. Rodrigo acredita que a seleção poderia ter feito exibições melhores.

- Eles serviram para que nos déssemos conta de como vai ser o Mundial. É o nível máximo e ninguém dá nada de presente. Para todos, estar aqui significa que fizemos uma grande temporada, mas, como diz o professor, no futebol o passado não conta e só importa a primeira partida, para a qual chegaremos com confiança. Apesar dos últimos amistosos, que não foram como esperávamos, fizemos uma grande Eliminatória.


Por fim, o jogador afirma que a Espanha não deve mudar o seu estilo de jogo para se adaptar a qualquer adversário no Mundial.

- Temos armas suficientes para enfrentar qualquer seleção. O fato de as duas últimas partidas não terem saído da maneira como esperávamos nos coloca em alerta. Precisamos estar mais focados e concentrados porque todas as equipes têm suas armas e darão a vida para fazer algo na Copa - finalizou.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance