Pool da Copa: 'Que uma alegria passageira não esconda o problema'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
header-CopaDoMundo

Pool da Copa: 'Que uma alegria passageira não esconda o problema'

França x Argentina
Argentina de Messi foi eliminada nas oitavas (Foto: SAEED KHAN / AFP)
Pool da Copa - 08/07/2018 - 06:38
Olé (Argentina)
O Brasil ficou fora uma fase depois da Argentina. O mesmo aconteceu com o Uruguai. Além da rivalidade especial com os brasileiros e de que se pode ficar feliz pelo adversário que ficou sem Hexa, que esse sorriso pelo mal dos outros não cubre a floresta. Nossa seleção foi muito menos que os dois sul-americanos que se despediram na sexta-feira da Rússia.

Enquanto na Argentina é urgentemente necessário começar "do zero com uma "refundação gradual" em vez de continuar a falar, o Brasil e o Uruguai estão caminhando para projetos mais firmes, com ideias de jogo e unidade de equipe no maior sentido. Especialmente a eliminação inesperada de Neymar foi em grande jogo, contra um adversário de uma incrível qualidade técnica, com nosso rival jogando e lutando até o fim.

Foi bom ouvir depois jogo de Tite, o treinador brasileiro, um líder de equipe com todas as letras: sem desculpas, elogiando Courtois, mas explicando que isso não é "sorte, mas qualidade". Destacando o espírito combativo de seus jogadores, apesar do 2 a 0 e do ótimo segundo tempo de sua equipe; Reconhecendo a decepção com o resultado, mas notando que o torto ia reconhecer a equipe a longo prazo. E o técnico está certo, foi uma despedida dolorosa para eles, mas mostrando nível coletivo e motivação, ele errou o gol.

No lado do Uruguai, ele deu pouca luta para França, mas o seu mundo era nada menos do que quatro vitórias, palco de três na fase de grupos e uma nas oitavas. À sua maneira, com o seu estilo, com a condução de um Tabárez que cumpriu seu terceiro Mundial, ele seguiu e deu a entender que vai para mais, se você deixar. Um pequeno detalhe: ele jogou sem seu grande artilheiro, Cavani, lesionado.

Nesta sexta-feira a América ficou sem seleções na Rússia. Que uma eliminação brasileira, uma alegria passageira de muitos argentinos por rivalidade, não cubre a floresta. Seria um erro pensar que, digamos, só porque saímos apenas uma rodada antes, a diferença não seja muito, se ater apenas com um resultado final. A realidade é que sem uma equilibrada técnica e em sintonia com os jogadores, com uma geração que terminou com líderes que cometem erros nas decisões, somos muito, muito piores do que eles.

* O Pool da Copa é a união de grandes veículos de comunicação do mundo para um esforço de troca de informações. O objetivo é manter seus leitores por dentro do que acontece com as seleções de outros países, porém, com uma visão local.

Montagem Lance!/Olé
LANCE! e Olé são parceiros no Pool da Copa
Facebook Lance Twitter Lance