Koke pede cuidado contra Portugal e Ronaldo: 'São os campeões da Europa'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
header-CopaDoMundo

Koke pede cuidado contra Portugal e Ronaldo: 'São os campeões da Europa'

Koke
Koke participou de entrevista coletiva em Krasnodar (Foto: Carmelo Rubio/RFEF)
Marcello Neves - 12/06/2018 - 14:51
Rio de Janeiro (RJ)
Enfrentar a seleção portuguesa é um atrativo para qualquer postulante ao título da Copa do Mundo, principalmente quando Cristiano Ronaldo está em campo. É o caso da Espanha, que faz sua estreia no torneio contra Portugal, na próxima sexta-feira, ás 15h, em Krasnodar. A missão de marcar o craque foi tema de debate para o meio-campista Koke, que admitiu atenção especial ao camisa 7 e pediu respeito aos atuais campeões europeus. 

- Preparamos tudo e nos preparamos. Claro que estudamos o rival e é importante estudar o coletivo deles. Cristiano Ronaldo ganha partidas sozinho, mas não joga só. Temos que ter cuidado com eles porque são os atuais campeões da Europa e precisamos fazer o nosso jogo se quisermos vencer a partida - declarou o meia. 

Apesar de ser destaque no Atlético de Madrid, Koke não tem sua titularidade garantida na seleção espanhola. Disputando posição com Thiago Alcântara, fica atrás devido a polivalência do brasileiro naturalizado. Mesmo sem saber se jogará diante Portugal, o meia lembrou do 'fantasma' que persegue a Espanha em estreias de mundiais para conseguir a vitória.

- Entramos com a intenção de ganhar a primeira partida e jogar bem. Qualquer jogador que atue na estreia vai fazer o  seumelhor. O resultado que esperamos é a vitória. As coisas não saíram bem no Brasil. É duro, porque tínhamos vontade de vencer o torneio. Cada partida é importante e estamos preparados para o que o treinador decidir - afirmou. 

Outro que não tem titularidade assegurada é o atacante Diego Costa, que não tem conseguido repetir as mesmas atuações que teve com a camisa do Atlético de Madrid. Companheiro de clube, Koke diz que a dificuldade não está em 'virar a chave' para a seleção, mas uma questão de adaptação ao estilo da Espanha. 

- É fácil virar a chave porque joguei em todas as categorias de base e estou acostumado a mudar de função. Me adapto bem na hora que atuou no estilo da seleção. Diego Costa, quando interveio, como em outro dia contra a Tunísia, também se adaptou bem. 


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance