Eleito o melhor do jogo, De Bruyne diz: 'Brasil não sabia o que fazer'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
header-CopaDoMundo

Eleito o melhor do jogo, De Bruyne diz: 'Brasil não sabia o que fazer'

Brasil x Belgica
De Bruyne foi eleito o melhor jogador da Bélgica na vitória sobre o Brasil, nesta sexta-feira, em Kazan (Foto: AFP)
Thiago Salata - 06/07/2018 - 18:43
Enviado especial a Kazan (RUS)
Eleito o melhor do jogo pela Fifa e autor de um dos gols da Bélgica, o meia Kevin De Bruyne acredita que o plano tático do espanhol Roberto Martínez para o duelo contra a Seleção Brasileiro beirou a perfeição. No primeiro tempo, o Brasil sofreu dois gols e mostrou uma desorganização poucas vezes vistas durante o período de Tite no comando técnico. Além do meia, o volante Fernandinho, contra, marcou o outro gol belga do confronto. 

- Eu acho que nós mudamos um pouco a tática. É uma pena que Romelu e Hazard tenham mudado de posição, eles tentaram criar oportunidades com o Marcelo. Nós jogamos muito bem no primeiro tempo. Eles não sabiam o que fazer, depois o Brasil mudou de tática e melhorou no segundo tempo. Mas também criamos. Fizemos todo o possível, foi um teste do nosso caráter os últimos 15 minutos. Lutamos muito - ponderou De Bruyne, em entrevista coletiva após o confronto. 

Contra o Brasil, o meia jogou mais avançado e foi o elo perfeito para ligar os contra-ataques da Bélgica durante o jogo, servindo Hazard e Lukaku e dando imenso trabalho aos brasileiros Fernandinho e Paulinho no meio-campo. Em alguns ataques brasileiros, De Bruyne chegou a guardar posição e não recompôs para ajudar na marcação, segurando a defesa brasileira atrás. Tudo dentro do plano de Martínez para vencer o jogo. 

- Eu tenho de fazer tudo para vencer, tanto faz onde eu jogo. Eu preciso tentar contribuir. Eu fiz o que tinha de fazer, deixar a equipe calma. Jogamos um futebol muito bom, às vezes aceleramos demais. Fomos muito bem. Espero que meus companheiros vejam que dei tudo em campo, assim tem de ser - analisou o meia. 

Aos 27 anos, De Bruyne tem chance de fazer história e dar para os belgas um inédito título de Copa do Mundo. Para isso, o próximo passo é eliminar a França, em confronto esperado pelo meio-campista. A semifinal acontece na próxima terça-feira, às 15h (horário de Brasília), em São Petersburgo. 

- É uma equipe extraordinária (França), mas em uma semifinal de Copa ninguém pega equipe fraca. Agora a diferença é menor, é mínima. Vamos tentar estar prontos física e mentalmente. Vamos até o fim, o futebol é assim, lutaremos - finalizou. 


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance