Craques gringos da Copa: veja o momento das estrelas
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
Copa Total
LANCE
LANCE
X
Compartilhe



25/04/2018 | 08:00

Craques gringos da Copa: veja o momento das estrelas

  •  Martin Silva, tranquilo e calmo, antes da final do Carioca
    Martín Silva - Uruguai Conhecido pelo talento para defender cobranças de bola parada, Martín Silva é goleiro e capitão do Vasco, que vive situação complicada na Libertadores. Em sua carreira acumulou passagens por clubes como Sporting(URU) e Olimpia, além de convocações para a seleção Uruguaia. Dentre os títulos conquistados, destacam-se o prêmio de melhor goleiro do Carioca (2017) Campeonato Uruguaio (2007-08), Campeonato Paraguaio (2011-12) e Campeonato Carioca (2016) e Copa América (2011). Carlos Gregório Jr./ VASCO
  •  Suárez - Barcelona x Espanyol
    Suarez - Uruguai Camisa 9 do Barcelona, Luís Suarez é um dos maiores goleadores do clube e não costuma dar preocupações quando o assunto é lesão. Atualmente é um dos artilheiros da La Liga, com 23 gols. Figura presente nas disputas da Seleção Uruguaia desde 2010, o jogador também acumula passagens por clubes como Nacional, Ajax e Liverpool. Dentre os principais títulos de sua carreira destacam-se o prêmio de maior goleador da história da Seleção Uruguaia, o Mundial de Clubes (2015) e a recente conquista da Copa do Rei (2017-18). AFP
  •  Com 24 gols Cavani tem tudo para ser o artilheiro do Campeonato Francês. O atleta do PSG tem Neymar, que não deve jogar mais na temporada, como seu perseguidor mais direto, com 19 gols
    Cavani - Uruguai Também camisa 9, só que do Paris Saint Germain, Cavani é artilheiro da equipe na Liga Francesa, com 25 gols e esbanja talento nas finalizações e cobranças de pênalti. Recentemente, em entrevista publicada pela Associação Uruguaia de Futebol, o jogador afirmou que se aposentará quando deixar de ser convocado para a Seleção Uruguaia. Em sua carreira constam passagens por clubes como Napoli e Palermo. Dentre os principais títulos, destacam-se a Copa América (2011) e o Campeonato Francês (2017-18). (Foto: FRANCK FIFE / AFP)
  •  Arrascaeta
    Arrascaeta - Uruguai Defensor do Cruzeiro desde 2014, Arrascaeta é mestre das assistências celestes. Pela equipe, o meia conquistou a Copa do Brasil (2017) e o Campeonato Mineiro (2018). Em sua carreira, também consta passagem pelo Defensor Sporting, clube onde se tornou profissional. Bruno Haddad / Cruzeiro
  •  Vivendo grande fase o egípcio Salah lidera a corrida pela artilharia. Ele marcou 29 gols pelo Liverpool
    Salah - Egito Atual artilheiro do Campeonato Inglês, com 31 gol, Salah ja é considerado um dos principais destaques do futebol europeu nessa temporada. Atualmente, o ponta-direita é defensor do Liverpool, onde marcou 41 gols em 46 jogos. Além da equipe inglesa, Salah acumula passagens por clubes como Roma, Fiorentina e Chelsea. Dentre os principais títulos de sua carreira destacam-se a Premier League (2014-15) e a Copa da Liga Inglesa (2014-15). (Foto: ANTHONY DEVLIN / AFP)
  •  De Gea - Manchester United
    David De Gea - Espanha Considerado por muitos como o melhor goleiro em atividade no mundo, De Gea defende o Manchester United desde 2011. Atualmente, a equipe vai se garantindo na Liga dos Campeões com a segunda colocação na Premier League. Além da equipe inglesa, o goleiro defendeu apenas o Atlético de Madrid, onde foi campeão da Liga Europa (2009-10). Dentre os principais títulos de sua carreira, destacam-se também a Copa da Inglaterra (2015-16) e a Copa da Liga Inglesa (2016-17). (Foto: GLYN KIRK / AFP)
  •  Pique - Espanyol x Barcelona
    Gerard Piqué - Espanha Zagueiro do Barcelona desde 2008, Piqué começou a jogar pela Seleção Espanhola com 18 anos, quando conquistou o Campeonato Europeu Sub-19 de 2006. Uma das principais peças na equipe de Julen Lopetegui, o jogador é um dos maiores zagueiros marcadores de gols da história da Liga dos Campeões, com 12 tentos. Dentre suas principais conquistas destacam-se os Mundiais de Clubes de 2009, 2011 e 2015, além da Copa do Mundo de 2010. (Foto: Divulgação)
  •  Sérgio Ramos - Real Madrid
    Sergio Ramos - Espanha Um dos principais destaques do Real Madrid, Sergio Ramos é peça fundamental na equipe espanhola, atual terceira colocada na La Liga. Na atual temporada, o jogador bateu a marca de 11 gols, recorde em sua carreira. Dentre os principais títulos conquistados ao longo de sua trajetória, destacam-se os Mundiais de Clubes de 2014, 2016 e 2017, a Liga dos Campeões (2016-17) e a Copa do Mundo de 2010. (Foto: AFP/PIERRE-PHILIPPE MARCOU)
  •  Iniesta
    Andrés Iniesta - Espanha Hoje com 33 anos, Iniesta defende o Barcelona desde 1996, quando ingressou no clube ainda nas categorias de base. Ágil como meia, o jogador já recebeu inúmeros prêmios individuais como melhor jogador e assume a ponta da tabela da La Liga junto ao time considerado um dos melhores do mundo, de onde deve se despedir nesta temporada. Dentre os principais títulos de sua carreira, destacam-se a Copa de 2010, as diversas conquistas da Liga dos Campeões e o título mais recente: a Copa del Rey (2017-18). GABRIEL BOUYS / AFP
  •  Marcos Lopes - Monaco
    Marcos Lopes - Portugal Considerado o "novo príncipe do Monaco", Rony Lopes retornou de empréstimo para o Lille com a corda toda. Em 2018, foram 12 bolas na rede, resultado que ajuda a manter o Monaco na segunda colocação do Campeonato Francês. Além das equipes francesas, o meia-atacante também teve uma breve passagem pelo Manchester City, onde conquistou a Copa da Liga Inglesa (2013-14). (AFP Photo/VALERY HACHE)
  •  O craque do Barcelona é perseguido pelo português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, que marcou 23 vezes
    Cristiano Ronaldo - Portugal Três vezes eleito o melhor jogador do mundo, não resta dúvida de que CR7 é o atleta mais temido da Seleção Portuguesa. Segundo artilheiro da atual edição da La Liga, com 24 gols, cinco a menos que Messi, o português atua no futebol espanhol desde 2009. Antes, teve passagens apelas pelo Sporting e Manchester United. Dentre os principais títulos de sua carreira destacam-se os Mundiais de Clubes conquistados pelo Manchester e o último pelo Real, em 2017, além das diversas taças da Liga dos Campeões, sendo a última em 2016-17. (Foto: MARCO BERTORELLO / AFP)
  •  Mehdi Benatia
    Mehdi Benatia - Marrocos Zagueiro da Juventus, o jogador estreou pela Seleção Marroquina em 2008, durante jogo amistoso contra a Zâmbia. Além da equipe italiana, Benatia também integrou times como Roma, Bayern de Munique e Udinese. Dentre os principais títulos de sua carreira, destacam-se o Campeonato Alemão (2014-15 e 2015-16) e o Italiano (2016-17). (Foto: AFP)
  •  O goleiro Hugo Lloris observa a bola sair. Lance de perigo contra o Tottenham
    Hugo Lloris - França Defensor do Tottenham desde 2012, Lloris foi eleito melhor goleiro Campeonato Francês três vezes, enquanto ainda defendia o Lyon. Entre suas características, as que mais tem auxiliado o time inglês na confirmação de vaga na Liga dos Campeões são reflexos relâmpagos e boa decisão nos lances de gol. Seus principais títulos foram os da Copa da França (2011-12) e o Troféu dos Campeões (2012). (Foto: PATRIK STOLLARZ / AFP)
  •  O meia francês Paul Pogba saiu da Juventus para defender o Manchester United em 2016 pela bagatela de 125 milhões de euros (cerca de R$ 463,7 milhões)
    Paul Pogba - França Revelado na base do Manchester United, o meia só não vestiu a camisa do time inglês entre 2012 e 2016, período em que esteve na Juventus. Ágil tanto no ataque quando na defesa e criador de boas jogadas, Pogba é uma das principais peças do time comandado por José Mourinho. Sua primeira convocação para a equipe profissional da Seleção Francesa foi em 2013 e desde então, o meia disputou cerca de 51 jogos pelo seu país. PAUL ELLIS / AFP
  •  Antoine Griezmann - Atlético de Madrid
    Antoine Griezmann - França Cobiçado pelo Barcelona, Griezmann é um dos principais goleadores do Atlético de Madrid e quinto artilheiro da atual edição da La Liga, com 19 tentos. Conhecido pela qualidade nas finalizações, o atacante foi convocado pela primeira vez como profissional em 2014 e gerou bons resultado para a equipe, garantindo presença nos jogos seguintes disputados pela Seleção Francesa. Dentre os principais títulos de sua carreira destaca-se a Supercopa da Espanha (2014). (Foto: Divulgação / Atlético de Madrid)
  •  Mas nem tudo foi tristeza. Olha a marra do Kylian Mbappe celebrando o gol
    Kylian Mbappé - França Aos 19 anos, Mbappé surpreende com a qualidade do futebol apresentado com a camisa do PSG. Além das bolas na rede, o camisa 29 destaca-se pela quantidade de assistências. Só na atual edição do Campeonato Francês, foram oito. O desempenho atrai os olhares do técnico Didier Deschamps que deve incluir o jogador em sua lista para o Mundial da Rússia. Em 20 jogos disputados pela Seleção, desde a base, Mbappé marcou 10 gols. GEOFFROY VAN DER HASSELT / AFP
  •  Trauco - Flamengo
    Trauco - Peru Lateral-esquerdo do Flamengo, Trauco mostra qualidade também em jogadas ofensivas e de profundidade, talento que atraiu os olhares da comissão técnica da Seleção Peruana para a sua primeira convocação, em 2014. Com passagens por clubes como Unión Comercio e Universitario, o jogador tem como principais conquistas os títulos da Copa Peru (2010) e o Campeonato Carioca (2017). (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
  •  Treino do São Paulo - Cueva
    Christian Cueva - Peru No São Paulo desde 2016, Cueva é um grande criador de jogadas na equipe, características que fizeram dele um diferencial na Seleção Peruana, para a qual é convocado desde 2011. Com passagens por clubes como Toluca e Unión Espanhola, o meia-atacante tem como principais conquistas os títulos do Campeonato Chileno (2013) e a Florida Cup (2017). (Foto: Jales Valquer/Fotoarena/Lancepress!)
  •  Paolo Guerrero é o astro da seleção peruana. Suspenso por doping, caso não consiga ir para a Copa, cederá o posto a Christian Cueva
    Paolo Guerrero - Peru Também defensor do Flamengo, o jogador cumpre suspensão por uso de substância proibida pela Agência Mundial Antidopagem. Nomeado como um dos 39 jogadores candidatos a bola de ouro em 2015, Guerrero foi o primeiro peruano a entrar na lista. Em sua carreira acumula passagens por clubes como Bayern de Munique, Hamburgo e Corinthians. Dentre os principais títulos conquistados, destacam-se a Bundesliga (2005-06), o Mundial de Clubes (2012) e o Campeonato Brasileiro (2015). ERNESTO BENAVIDES / AFP
  •  O atacante Christian Eriksen do Tottenham fez três gols na goleada de 5 a 1 sobre a Irlanda na repescagem e é o astro da seleção da Dinamarca
    Christian Eriksen - Dinamarca Eleito quatro vezes como melhor jogador dinamarquês nos anos 2013, 2014, 2015 e 2017, Eriksen estreou pela Seleção de seu país em marco de 2010, sendo o jogador mais jovem a disputar o Mundial da África do Sul. Durante as eliminatórias, o meia-atacante marcou 11 gols e foi classificado como um dos 10 melhores jogadores do mundo pelo técnico Idade Hareide. Atualmente no Tottenham, Eriksen também teve passagens de destaque pelo Ajax. PAUL FAITH / AFP
  •  Ryan - Brighton
    Ryan - Austrália Peça fundamental na campanha de recuperação do Brighton no Campeonato Inglês, o goleiro Ryan é um dos principais membros da equipe na atual temporada. Na Seleção Australiana, seu primeiro trabalho como titular foi na Copa do Mundo de 2014 e desde então ele vem sendo convocado. Com passagens por clubes como Valencia, Brugge e Central Coast Mariners, Ryan tem como principais conquistas os títulos da A-League (2011-12 e 2013). Foto: AFP
  •  Di María - PSG x Dijon
    Angel Di María - Argentina Considerado um dos jogadores mais rápidos do PSG, Di María tem como diferencial o grande talento com o pé esquerdo. Sua primeira convocação para a Seleção Argentina aconteceu em 2008 e vem se destacando na equipe desde então, se tornando peça certa para a disputa do Mundial de 2018. Ao longo de sua carreira, jogou em clubes como Benfica, Real Madrid e Manchester United. Dentre os títulos conquistados, destacam-se a Liga dos Campeões (2013-14) e a última La Liga (2017-18). (Foto: Christophe Simon / AFP)
  •  Lionel Messi segue como artilheiro do Campeonato Espanhol com 29 gols marcados
    Lionel Messi - Argentina No Barcelona desde a base, Lionel Messi continua sendo o terror dos adversários. Com a camisa da equipe espanhola, o jogador acaba de completar 40 gols marcados pela nona temporada consecutiva e já soma mais de 545 tentos pela equipe. Sua primeira convocação para a Seleção foi em 2005 e desde então Messi marca presença em todos os jogos oficiais da Argentina. Dentre suas principais conquistas destacam-se os Mundiais de Clubes (2009, 2011 e 2015) e o prêmio de Bola de Ouro nos anos 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015. (Foto: FILIPPO MONTEFORTE / AFP)
  •  Higuaín - Juventus
    Gonzalo Higuaín - Argentina Segundo artilheiro da Juventus no Campeonato Italiano, com 15 gols, Higuaín é um dos atletas com mais destaque na equipe na atual temporada. Ao longo de sua carreira, o atacante atuou também no River Plate, Real Madrid e Napoli, campanhas que lhe renderam os principais títulos, como o do Campeonato Espanhol (2006-07, 2007-08 e 2011-12) e o Campeonato Italiano de 2016-17. (Foto: Marco Bertorello / AFP)
  •  O meia Luka Modric domina a seleção da Croácia e deve guiar o time na Rússia
    Luka Modrić - Croácia Considerado o cérebro do meio-campo croata, o jogador se destaca na criação de jogadas ofensivas e longos lançamentos. Com passagens por clubes como Dinamo e Tottenham, além do atual Real Madrid, Modrić estreou pela seleção croata em 2006 e vem sendo convocado desde então. Dentre suas principais conquistas destacam-se o Mundial de Clubes (2014, 2016 e 2017), Liga dos Campeões, sendo a última em 2016-17, e a Copa da Croácia (2007 e 2008). ANGELOS TZORTZINIS / AFP
  •  Ivan Rakitic - Barcelona (Foto: Josep Lago/ AFP)
    Ivan Rakitić - Croácia Defensor do Barcelona, Ivan Rakitić é peça de sorte para a equipe. Desde a sua estreia, em 2014-2015, o meia conquistou todos os títulos disputados pela equipe, sendo 4 Copas Del Rey, 1 Liga dos Campeões, 1 Supercopa da Europa e 1 Mundial de Clubes. Os resultados chamam a atenção da comissão técnica da Seleção Croata, que convoca o jogador desde 2009. Atualmente, o jogador se recupera de cirurgia na mão, mas já voltou aos treinos. Ivan Rakitic - Barcelona (Foto: Josep Lago/ AFP)
  •  Moses - Chelsea
    Victor Moses - Nigéria Revelado no Crystal Palace, Victor Moses se tornou uma das principais peças do Chelsea após retornar de empréstimo. Na equipe, vem tendo desempenho marcante ao lado do lateral-direito Davide Zappacosta. Na temporada 2017-18, Moses disputou 32 jogos e deu três assistências. Após defender a Inglaterra, o jogador vem sendo convocado pela Nigéria desde 2012. (Foto: AFP/Hannah Foslien)
  •  Ter Stegen
    Marc-André ter Stegen - Alemanha Goleiro titular do Barcelona, Ter Stegen e reconhecido pelas boas saídas do gol e defesas perigosas com o pé. Seu desempenho tem sido essencial na campanha da equipe na La Liga, tendo sofrido apenas 19 gols em 33 jogos. Convocado para a Seleção Alemã desde 2007, no sub-16, o goleiro apresenta constante evolução, mas ficou fora da Copa de 2014 e só retomou a titularidade na equipe durante a Copa das Confederações de 2017, ano da conquista do título. Dentre suas principais conquistas, destaca-se o Mundial de Clubes de 2015. JOSEP LAGO / AFP
  •  Goetze - Dortmund
    Mario Götze - Alemanha Apesar da preferência de Götze para jogar como armador, o meia também se destaca por sua velocidade, e habilidade nos dribles. De volta ao Borussia Dortmund, o atleta tem contribuído para manter a equipe na terceira colocação do Campeonato Alemão. Sua primeira convocação para a Seleção foi em 2010 e em 2014, ele se tornou o autor do gol do título da Copa do Mundo. Goetze - Dortmund (Foto: AFP)
  •  Bayern de Munique x Arsenal - Liga dos Campeões - Philipp Lahm e Thomas Mueller (Foto: Odd Andersen/AFP)
    Thomas Müller (lado direito) - Alemanha ​Defensor do Bayern de Munique desde os dez anos de idade, Thomas Müller completou seus 28 anos de olho no topo da artilharia da Copa do Mundo. Constantemente elogiado por sua velocidade, técnica e compostura na criação de jogadas, o atacante já tem 10 gols anotados em Mundiais e espera aumentar a lista na Rússia. Pelo Bayern, Müller é um dos artilheiros da Bundesliga, com oito bolas na rede.  (Foto: Odd Andersen/AFP)
  •  Toni Kroos subiu para o time do Bayern de Munique em 2007, onde teve um início de carreira surpreendente. Campeão do mundo em 2014, Kroos se transferiu para o Real Madrid e hoje é uma das peças fundamentais da equipe comandada por Zidane
    Toni Kroos - Alemanha Volante do Real Madrid, Toni Kroos foi o terror dos rivais da Alemanha na Copa do Mundo de 2014, chegando a entrar na lista de jogadores que concorriam ao prêmio de melhor atleta do torneio. Pelos Merengues, Kross se firmou no time titular com facilidade e criou 56 oportunidades de gol durante a disputa da La Liga 2017-18. Em 2010, participou de sua primeira Copa do Mundo como profissional e conquistou o título no ano seguinte, no Brasil. (Foto: ODD ANDERSEN / AFP)
  •  A vida do goleiro Ochoa ficou complicado em alguns momentos com a pressão da Costa Rica
    Ochoa - México Ochoa entrou para a história do futebol mexicano em 2011, ao se tornar o primeiro goleiro asteca a ser transferido para um clube da primeira divisão europeia. Na atuação edição da Liga Jupiler, o arqueiro entrou em campo 33 vezes e vem sendo destaque no gols nos últimos jogos, ajudando a manter a equipe na terceira colocação. Como profissional, Ochoa estreou pela Seleção Mexicana em 2014, mas a equipe acabou eliminada nas oitavas de final. (Foto: EZEQUIEL BECERRA / AFP)
  •  Chicharito - West Ham
    Javier Hernández - México Popularmente conhecido como Chicharito, o atacante do West Ham vem atravessando uma temporada difícil com a equipe, que ocupa a 15ª colocação do Campeonato Inglês. Apesar da dificuldade vivida nesta temporada, o jogador ainda é frequentemente convocado para a Seleção Mexicana principalmente pela habilidade com dribles e passes. Com passagens também por clubes como Manchester United e Real Madrid, Chicharito tem como principais conquistas os títulos do Mundial de Clubes (2014) e a Copa CONCACAF (2015). (Foto: Reprodução / Site oficial West Ham)
  •  A classificação da Bélgica para a Copa do Mundo muito se deve a Romelu Lukaku, que já fez 10 gols pelas Eliminatórias
    Romelu Lukaku - Bélgica Artilheiro do Manchester United na atual edição da Premier League, com 16 gols, Lukaku é apontado como uma das maiores revelações do futebol belga nos últimos tempos. Com passagens por clubes como Chelsea e Everton, o atacante tem como principais conquistas os títulos da Copa Inglaterra (2011-12) e a Supercopa da Bélgica (2010). Pela Seleção Belga, Lukaku foi decisivo nas oitavas de final do Mundial de 2014 e garantiu a equipe nas quartas de final. (Foto: ARIS MESSINIS / AFP)
  •  Lewandowski - Bayern de Munique x Borussia Dortmund
    Lewandowski - Polônia Atacante titular absoluto do Bayern de Munique, Lewandowski tem sido peça chave na equipe que disputa a semifinal da Liga dos Campeões contra o Real Madrid. Sua estreia pela Seleção Polonesa principal aconteceu em 2008, durante as Eliminatórias da Copa de 2010. Na disputa da Eurocopa de 2012, o atacante voltou a se destacar e garantiu a braçadeira de capitão no Mundial de 2014 e voltou a defender a equipe na classificação para a Copa da Rússia. (Foto: Christof Stache / AFP)
  •  Cuadrado
    Juan Guillermo Cuadrado - Colômbia De volta à Juventus, Cuadrado vem recuperando sua forma física a cada jogo, mas anima para a disputa da Copa do Mundo na Rússia. Estreante em 2010, o meia voltou a disputar o torneio em 2014 e encerrou sua campanha com quatro assistências, se igualando a Toni Kroos. Em sua carreira, acumula passagens por clubes como Chelsea, Udinese e Fiorentina. Dentre os principais títulos, destacam-se os Campeonatos Italianos (2015-16 e 2016-17) e o Campeonato Inglês (2014-15). (Foto: FILIPPO MONTEFORTE / AFP)
  •  James Rodríguez - Bayern de Munique x RB Leipzig
    James Rodríguez - Colômbia Após passagem de altos e baixos pelo Real Madrid, o vesátil James Rodríguez parece ter se encontrado no Bayern de Munique. Desde a sua chegada ao time, o colombiano balançou as redes em seis oportunidades pela Bundesliga. Camisa 10 na Copa de 2014, o jogador foi destaque da Seleção da Colombia e vem sendo frequentemente convocado para a equipe. Ao longo de sua carreira, James também defendeu clubes como Porto e Mônaco. Dentre os principais títulos de sua carreira, destacam-se os Mundiais de Clubes (2014 e 2016) e as Ligas dos Campeões (2015-16 e 2016-17). (Foto: Christof Stache / AFP)
SEUCLUBE
atlético mineiro
botafogo
corinthians
cruzeiro
flamengo
fluminense
gremio
internacional
palmeiras
santos
sao paulo
vasco
Siga nas redes sociais
Facebook Lance Twitter Lance