Os caras das Copas: Just Fontaine, o maior artilheiro de uma edição
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
header-CopaDoMundo

Os caras das Copas: Just Fontaine, o maior artilheiro de uma edição

  •  Just Fontaine
    GALERIA: Veja a Copa disputada por Fontaine e o clube que ele defendia no período do Mundial (Foto: Divulgação/Fifa)
  •  Just Fontaine
    1958: 6 jogos/13 gols (terceiro colocado pela França) (Foto: Reprodução de internet)
  •  Just Fontaine
    Clube que defendia no período da Copa de 1958: Stade de Reims (FRA) (Foto: Reprodução de internet)
LANCE! - 12/04/2018 - 08:10
São Paulo (SP)
Just Fontaine jogou apenas uma Copa do Mundo, a de 1958, mas brilhou intensamente no seu único Mundial. Nascido em 1933 no Marrocos, então colônia da França, o atacante fez 13 gols em seis partidas pela seleção francesa no Mundial da Suécia e é, até hoje, o atleta que mais fez gols em uma edição de Copa. O poderoso jogador de chutes certeiros e ótimo cabeceio - mesmo com apenas 1,74m - guiou a França até a semifinal daquela Copa, quando sua seleção caiu para o Brasil de Pelé, Garrincha e muitos outros craques.

O cara da Copa - Just Fontaine
(Imagem: Arte LANCE!)
Fontaine começou sua carreira no Marrocos, no Casablanca, em 1950, e foi jogar na França em 1953, pelo Nice. No mesmo ano ele foi convocado para a seleção francesa pela primeira vez. Em 1956 ele partiu para o Stade de Reims, onde ficou até se aposentar. Com 24 anos, o atacante se sagrou artilheiro do Campeonato Francês 1957/1958, mas não vinha sendo utilizado na seleção. Até que sua sorte mudou: René Bliard, atacante titular dos Bleus nos jogos das Eliminatórias, se machucou às vésperas da Copa e não pôde ir para a Suécia. Assim Fontaine, que tinha operado o menisco e ficado sem jogar entre dezembro de 57 e fevereiro de 58, virou titular e ganhou terreno para "voar".

A estreia não poderia ter sido melhor. Peça mais ao centro do ataque, o camisa 17 fez três gols em vitória por 7 a 3 sobre o Paraguai. No segundo jogo, Fontaine marcou dois em derrota por 3 a 2 diante da Iugoslávia. No último duelo da fase de grupos, contra a Escócia, o atacante deixou um em triunfo por 2 a 1. Veio o mata-mata e Fontaine marcou mais dois gols em vitória por 4 a 0 sobre a Irlanda do Norte, pelas quartas de final. Na semi, o adversário da França seria o Brasil, que vinha invicto na Copa (com três vitórias e um empate).

O choque entre França e Brasil ocorreu no estádio Råsunda, em Estocolmo. No total, 27.100 espectadores presenciaram um grande espetáculo. Vavá abriu o marcador para o Brasil, mas Fontaine deixou tudo igual. No entanto, uma lesão atrapalhou a França. Aos 37 minutos, Vavá dividiu uma bola com Robert Jonquet, na época um dos melhores zagueiros do mundo. O francês levou a pior e fraturou a perna direita. Vavá não foi expulso. E, como não havia substituições na época, a França ficou com dez atletas. Dois minutos depois, Didi desempatou. No fim, o Brasil goleou por 5 a 2 - e seguiu rumo ao título.


Ainda restava para a França a disputa pelo terceiro lugar. E a Alemanha Ocidental encontrou Just Fontaine em um dia inspiradíssimo. O atacante marcou quatro vezes em vitória francesa por 6 a 3. O último gol, aos 44 do segundo tempo, foi seu 13º naquela Copa. Sete saíram de perna direita, cinco de canhota e um de cabeça, uma mostra do vasto repertório do atacante. No fim do jogo, Fontaine recebeu curioso prêmio pela artilharia daquele Mundial. Em tempos sem Chuteira de Ouro, ele ganhou um fuzil de um jornal sueco.

Just Fontaine tinha tudo para brilhar em mais Copas, mas teve sua carreira abreviada de forma brusca. Em março de 1960, o atacante sofreu uma entrada em jogo do Campeonato Francês e sofreu dupla fratura na perna direita (lesão na tíbia e no perônio). Ele retornou aos gramados nove meses depois, mas a perna cedeu novamente no mesmo lugar durante jogo em 1961. Com medo de novos problemas, Fontaine se aposentou aos 28 anos, em julho de 1962. Ainda maior artilheiro em uma edição de Copa, o atacante foi por 16 anos o jogador com mais gols em todas as Copas, sendo superado apenas pelo alemão Gerd Müller em 1974. Atualmente, Fontaine é o quarto colocado no quesito (só atrás de Miroslav Klose, com 16 gols, Ronaldo, com 15, e Gerd Müller, com 14).


FICHA DA FERA

Just Fontaine

Nascimento: 18/08/1933 (84 anos). Marraquexe (Marrocos Francês)
Posição: atacante
Posto atual: treinador aposentado
Pela seleção francesa: 21 jogos/30 gols (de 1953 a 1960)


Facebook Lance Twitter Lance