Tupãzinho 2.0? Clayson salva outra vez, e Corinthians supera o Coritiba
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Tupãzinho 2.0? Clayson salva outra vez, e Corinthians supera o Coritiba

  •  Corinthians x Coritiba
    Corinthians 3x1 Coritiba MIGUEL SCHINCARIOL/AsImagens
  •  Corinthians x Coritiba
    Corinthians 3x1 Coritiba MIGUEL SCHINCARIOL/AsImagens
  •  Corinthians x Coritiba
    Corinthians 3x1 Coritiba MARCELLO FIM / RAW IMAGE
  •  Corinthians x Coritiba
    Corinthians 3x1 Coritiba MARCELLO FIM / RAW IMAGE
  •  Corinthians x Coritiba
    Corinthians 3x1 Coritiba MARCELLO FIM / RAW IMAGE
  •  Corinthians x Coritiba
    Corinthians 3x1 Coritiba MARCELLO FIM / RAW IMAGE
  •  Corinthians x Coritiba
    Corinthians 3x1 Coritiba MARCELLO FIM / RAW IMAGE
  •  Corinthians x Coritiba
    Corinthians 3x1 Coritiba MIGUEL SCHINCARIOL/AsImagens
  •  Corinthians x Coritiba
    Corinthians 3x1 Coritiba Marcello Zambrana/AGIF
  •  Corinthians x Coritiba
    Corinthians 3x1 Coritiba: escalação teve atletas quando crianças, por conta do dia 12 de outubro Gabriel Carneiro
  •  Corinthians x Coritiba
    Corinthians 3x1 Coritiba: escalação teve atletas quando crianças, por conta do dia 12 de outubro Gabriel Carneiro
  •  Corinthians x Coritiba
    Corinthians 3x1 Coritiba: escalação teve atletas quando crianças, por conta do dia 12 de outubro Gabriel Carneiro
  •  Corinthians x Coritiba
    Corinthians 3x1 Coritiba: escalação teve atletas quando crianças, por conta do dia 12 de outubro Gabriel Carneiro
Gabriel Carneiro - 11/10/2017 - 22:53
São Paulo (SP)
Uma versão atualizada do Talismã da Fiel está resolvendo a vida do Corinthians no Campeonato Brasileiro. Protagonista nos empates contra São Paulo e Cruzeiro nas últimas rodadas, Clayson bancou o Tupãzinho 2.0 e marcou os dois gols que definiram a vitória por 3 a 1 para cima do Coritiba nesta quarta-feira, pela 27ª rodada. Agora, a vantagem do Timão na liderança sobe para 11 pontos, à espera do Santos no complemento da rodada nesta quinta.

Tranquilidade foi a palavra de ordem do Corinthians durante a parada do Brasileirão para as Eliminatórias da Copa do Mundo. O mantra serve para tudo: por que trocar Jadson? Por que mudar o estilo de jogo? Por que não acreditar que a má fase é passageira? Entre tantas perguntas, a serenidade do posicionamento de Fábio Carille e... a tranquilidade. Por que Jadson? Porque foi dele o passe genial de calcanhar que desmontou a defesa do Coritiba no lance do gol alvinegro, aos nove minutos do primeiro tempo.

O Coritiba bem que levou perigo, como em um chute perigoso de Galdezani logo no início, mas a reação do Corinthians foi imediata e com toques da (antes) habitual tranquilidade. O gol saiu com Balbuena, que voltou de uma frustração pelo Paraguai, consertando um erro de passe, depois Jadson construindo e Jô finalizando para virar artilheiro do Brasileirão ao lado de Henrique Dourado. Zagueiro, meia e atacante, rodando bola e com eficiência na finalização.

Feito o gol que lembrou dos melhores momentos do primeiro turno, o Corinthians mostrou porque o segundo turno é tão ruim e se recuou. Além de esperar matar o jogo em contra-ataque, o time foi frouxo na marcação e deu espaços na entrada de sua área. O Coxa aproveitou, óbvio. Tabela não significava nada em Itaquera. Depois de Cássio salvar duas chances de cabeça, com Cléber Reis e Werley, não houve quem salvasse uma falha feia da defesa aos 39. Pedro Henrique e Balbuena leram mal a jogada e Carleto cobrou escanteio na cabeça de Henrique Almeida, que cabeceou com perfeição.

A tranquilidade do Corinthians quase foi embora no segundo tempo, mas Cássio salvou ótima chance de Tiago Real e motivou a torcida a cantar mais alto pela vitória. Clayson entrou bem e também obrigou Wilson a fazer uma defesaça. De Marquinhos Gabriel, que havia cruzado para Clayson momentos antes, foi um chute forte de esquerda que bateu no travessão do Coxa. A pressão seguiu e deu resultado aos 33. Jô salvou a bola de sair pela linha de fundo e serviu Léo Príncipe, que cruzou na área. Rodriguinho só resvalou na bola antes de Clayson dominar e estufar as redes de Wilson.

Não parou por aí. O Tupãzinho dos anos 2000 aproveitou rebote de uma bola na trave chutada por Rodriguinho aos 43 minutos do segundo tempo. A confiança do corintiano pelo título está renovada.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 3 X 1 CORITIBA
Local: Arena Corinthians, São Paulo (SP)
Data-Hora: 11/10/2017 - 21h
Árbitro: Claudio Francisco Lima e Silva (SE)
Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Fabio Pereira (TO)
Público/renda: 36.439 pagantes/R$ 1.872.944,00
Cartões amarelos: Marquinhos Gabriel (COR), Léo, William Matheus e Carleto (CTB)
Cartões vermelhos: -
Gols: Jô (9'/1ºT) (1-0), Henrique Almeida (39'/1ºT) (1-1), Clayson (33'/2ºT) (2-1), Clayson (43'/2ºT) (3-1),

CORINTHIANS: Cássio; Léo Príncipe, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Camacho e Maycon (Clayson, aos 15'/2ºT); Marquinhos Gabriel, Rodriguinho e Jadson (Fellipe Bastos, aos 37'/2ºT); Jô (Kazim, aos 42'/2ºT). Técnico: Fábio Carille.

CORITIBA: Wilson; Léo, Cleber, Werley e Carleto (William Matheus, no intervalo); Edinho, Alan Santos, Matheus Galdezani e Tiago Real (Neto Berola, aos 40'/2ºT); Rildo e Henrique Almeida. Técnico: Marcelo Oliveira.

E MAIS:
icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance