Lisca salvador! Relembre outros técnicos que foram contratados para salvar os times da degola
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
LANCE
LANCE
X
Compartilhe



28/11/2018 | 14:00

Lisca salvador! Relembre outros técnicos que foram contratados para salvar os times da degola

  •  Lisca fazendo festa com a torcida do Ceará
    Na lanterna do Brasileirão até a parada para a Copa do Mundo, o Ceará contratou Lisca para tentar salvar a equipe do rebaixamento. De lá pra cá o treinador conseguiu dar nova vida à equipe e na última rodada, o Vozão conseguiu a permanência na séria A do torneio. O LANCE! relembrou os treinadores que chegaram no meio da temporada para evitar a degola dos times. (Foto: Lucas Moraes/CearaSC.com)
  •  Cuca - Fluminense
    Cuca O campeão da Libertadores em 2013 com o Atlético-MG ficou conhecido na última década pelos seus trabalhos contra o rebaixamento. Cuca livrou o Goiás do rebaixamento em 2003, o São Caetano em 2005 e o Botafogo em 2006. Contudo, o trabalho mais marcante neste aspecto foi com o Fluminense em 2009. Parreira e Renato Gaúcho já haviam passado pelo Tricolor Carioca naquele ano e não fizeram bons trabalhos, deixando a equipe no Z-4. Cuca chegou em setembro daquele ano e salvou a equipe do descenso. Neste ano, Cuca também foi responsável de tirar o Santos da zona de rebaixamento no meio da competição. (Foto: Antonio Lacerda/AFE/Arquivo Lance!)
  •  Vagner Benazzi é o novo técnico da Portuguesa (Foto: Carlos Ferreira/ Portuguesa)
    Vágner Benazzi O comandante que hoje está sem clube, salvou o Avaí do rebaixamento em 2010. Naquele ano, Péricles Chamusca começou a temporada no comando da equipe, conquistando o título catarinense. Devido aos maus resultados no início do Brasileirão, o treinador foi substituído por Antônio Lopes, que não conseguiu mudar a situação do time na tabela. Com isso, ao final da competição, o Avaí contratou Vágner Benazzi, que salvou a equipe da degola. Vagner Benazzi é o novo técnico da Portuguesa (Foto: Carlos Ferreira/ Portuguesa)
  •  Geninho
    Geninho Em 2007, o Sport começou o ano com Alexandre Gallo, que foi campeão estadual com a equipe. Com o péssimo início no Brasileirão, Gallo, foi substituído por Giba, que também não conseguiu dar um rumo melhor aos pernambucanos no Brasileirão. Geninho chegou no final da temporada e conseguiu uma improvável reação, que livrou o clube do rebaixamento. No Atlético-PR, a situação foi parecida. O Furacão começou o ano com Roberto Fernandes, contratou Mário Sérgio no meio da temporada, e ambos não deram certo. Geninho foi contratado ao fim do Brasileirão e fez os paranaenses permanecerem na série A. (Foto: Divulgação / Avaí)
  •  Joel Santana, pelo Flamengo
    Joel Santana Os dois trabalhos mais marcantes de luta contra o rebaixamento do Papai Joel foram no Flamengo. Em 2005, o comandante chegou ao Flamengo depois de outros quatro treinadores dirigirem a equipe e não obterem sucesso. Joel foi contratado pelo Flamengo para os últimos nove jogos do Rubro-Negro no Brasileirão e com campanha de seis vitórias e três empates, livrou o Fla do descenso. Dois anos depois, o treinador foi novamente acionado. Em 2007, Ney Franco fez um fraco início de campeonato e Joel chegou na metade da temporada, livrou o Fla da série B e ainda levou o clube a Libertadores do ano seguinte. (Foto: Ivan Storti/Lancepress!)
  •  Emerson Leão pelo Corinthians
    Emerson Leão Leão salvou o Internacional do rebaixamento na última rodada da fase de grupos do Brasileirão de 1999 quando bateu o Palmeiras por 1 a 0. Naquele ano, Paulo Autuori e Valmir Louruz já haviam comandado o time. Sete anos depois, o técnico voltou a realizar o mesmo trabalho, mas dessa vez no Corinthians. Em 2006, o Timão era o último colocado ao fim do primeiro turno, quando Leão chegou. A partir daí, a equipe reagiu e terminou o campeonato na nona posição. (Foto: Nelson Almeida/Lancespress!)
  •  Dorival Júnior ainda tem o voto de confiança da diretoria, mas segue pressionado
    Dorival Júnior No ano passado o São Paulo atravessava uma grande crise, tanto política, quanto nos gramados. Até a 12ª rodada do Brasileirão de 2017, o Tricolor Paulista estava na zona de rebaixamento, com apenas 11 pontos em 36 disputados. Dorival chegou para substituir Rogério Ceni, que não fazia um bom trabalho até ali e conseguiu dar uma sobrevida ao São Paulo, que se recuperou na competição e terminou o torneio na 13ª posição. Érico Leonan/saopaulofc.net
  •  Volta de Muricy Ramalho ao São Paulo, em 2013
    Muricy Ramalho Mais conhecido pelos bons trabalhos no São Paulo no triênio de 2006 a 2008, o treinador voltou a equipe em 2013 para uma situação diferente. Até meados de setembro daquele ano, o São Paulo estava na zona da degola, com apenas 18 pontos durante todo o primeiro turno. Muricy chegou substituindo Paulo Autuori e conseguiu reerguer a equipe, que acabou o campeonato na nona posição. (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)
  •  Argel Fucks
    Argel Fucks Em 2013, o Criciúma fazia um Campeonato Brasileiro ruim e passou grande parte do torneio na zona de rebaixamento. Argel Fucks chegou para substituir Silvio Criciúma ao fim de setembro e conseguiu livrar o time catarinense da degola. Em 2014, Argel foi chamado para salvar outro catarinense. Dessa vez a missão do treinador era livrar o Figueirense, que estava no Z-4 na maior parte do primeiro turno. O comandante conseguiu melhorar o desempenho do time, que conseguu se livrar do descenso. Argel Fucks (Divulgação)
  •  Luxemburgo - Flamengo - 2010 a 2012
    Vanderlei Luxemburgo O treinador multicampeão foi chamado para salvar o Flamengo do rebaixamento em 2010. Andrade, Rogério Lourenço e Silas haviam passado pelo Fla naquele ano, mas o clube perigava na parte debaixo da tabela do Brasileirão. Luxa chegou ao clube carioca ao fim de outubro já na segunda metade do campeonato e conseguiu livrar o time do rebaixamento. Em 2014, o Rubro-Negro também não fazia um bom campeonato e Luxa foi contratado para melhorar o desempenho. O comandante tirou a equipe da zona e deixou na 10ª posição ao fim do torneio. Divulgação
SEUCLUBE
america-mineiro
atlético mineiro
atletico-paranaense
bahia
botafogo
ceara
chapecoense
corinthians
cruzeiro
flamengo
fluminense
gremio
internacional
palmeiras
parana
santos
sao paulo
sport
vasco
vitoria
Siga nas redes sociais
Facebook Lance Twitter Lance