Em duelo agitado, Bahia vence o CSA e cola no G-6 do Brasileirão
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Em duelo agitado, Bahia vence o CSA e cola no G-6 do Brasileirão

Bahia x CSA
(Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia)
LANCE! - 31/08/2019 - 18:58
Futebol Latino
Foi no sufoco, mas o Bahia conseguiu bater o CSA por 1 a 0 e colou no G6 do Brasileirão. Agora, o Esquadrão de Aço é o sétimo colocado, com 27 pontos. O Azulão é o penúltimo, com 12 pontos.

E MAIS:
Na próxima rodada, o Bahia visita o Vasco da Gama, em São Januário. O CSA recebe a Chapecoense, no Rei Pelé.



O confronto

O duelo na Fonte Nova começou em ritmo acelerado. Com o objetivo de marcar um gol no início, o Bahia chamou a responsabilidade da partida e empurrava o CSA para o campo de defesa, mas sem levar perigo de fato.

Aos 17 minutos, o atacante Gilberto caiu na grande área e levou a mão ao rosto. O VAR entrou em ação e viu que o zagueiro do Azulão atingiu o jogador Tricolor. O árbitro não teve dúvidas e apontou para a marca da cal. Na cobrança, Artur bateu no canto direito e Jordi pegou.

O erro na penalidade abalou o Tricolor e colocou o CSA na partida. Com espaço para atacar, o time alagoano impôs o seu ritmo de jogo e criou a melhor chance através de Euller, que invadiu a área e tocou para trás. Dawhan bateu de primeira e viu a bola explodir no próprio companheiro de time, o que evitou o gol.

Confiante dentro de campo, o Azulão voltou a assustar em jogada pela lateral. No cruzamento de Carlinhos, a zaga afastou e sobrou para Bustamante, que furou na hora da finalização.

Nos acréscimos, Alejandro Guerra, aposta de Roger Machado, apareceu livre na intermediária e deixou Gilberto sozinho na grande área. O camisa 9 soltou a bomba e mandou por cima do gol.

No segundo tempo o Bahia voltou com a corda toda para forçar o erro do CSA e teve uma chance claríssima com Guerra. Gilberto deu passe açucarado ao meia, que invadiu a área e tentou encobrir Jordi. Bem colocado, o goleiro do Azulão defendeu com facilidade.

O jogo era um verdadeiro ataque contra defesa. Sem saída de jogo, o CSA se resumia em segurar a pressão do Tricolor. Quando furava a retranca alagoana, os atacantes do Esquadrão davam de frente com Jordi.

De tanto insistir, o Bahia chegou ao gol na casa dos 40 minutos. Em cobrança de falta na entrada da área, Arthur Caíke soltou a bomba, Jordi ainda desviou a bola, ela pegou na trave e morreu no fundo da rede, 1 a 0.

BAHIA 1 X 0 CSA
Local:
Arena Fonte Nova, Salvador (BA)
Data-Hora: 31/8/2019 – 17h
Árbitro: Vinicius Gomes do Amaral (RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Michael Stanisnlau(RS)
VAR: Daniel Nobre Bins(RS)
Público/renda: 32.483 pagantes/R$ 669.831,00
Cartões amarelos: Juninho (BAH), Dawhan (CSA)
Cartões vermelhos:
Gols: Arthur Caíke (40’/2ºT)

BAHIA: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Gregore, Flávio e Guerra (Élber, aos 17/2ºT); Artur (Arthur Caíke, aos 37/2ºT), Lucca (Fernandão, aos 26/2ºT) e Gilberto. Técnico: Roger Machado.
CSA: Jordi; Apodi, Alan Costa, Ronaldo Alves e Carlinhos; Naldo, Dawhan, Jonatan Gomez e Euller (Maranhão, aos 31/1ºT); Bustamante (Gamarra, aos 12/2ºT) e Alecsandro (Didira, aos 25/2ºT). Técnico: Argel Fucks.


Facebook Lance Twitter Lance