Contra ex-time, Lucas Lima ganha uma sequência inédita com Felipão
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Contra ex-time, Lucas Lima ganha uma sequência inédita com Felipão

Lucas Lima
Lucas Lima nunca foi titular em dois jogos seguidos com Felipão: terá essa chance no clássico (Divulgação/Palmeiras)
William Correia - 03/11/2018 - 07:00
São Paulo (SP)
O reencontro entre Lucas Lima e Santos sempre é esperado, diante da forma como ele deixou o clube, no fim do ano passado, após quatro temporadas. E a quinta e última vez que o meia enfrentará seu ex-time em 2018, às 19h deste sábado, no Allianz Parque, chega exatamente na maior sequência que o camisa 20 recebe desde que Luiz Felipe Scolari voltou ao Palmeiras.

Lucas Lima tem sido importante no Brasileiro, tanto que é quem mais atuou pelo clube nesta edição da competição - vai para sua 28ª partida em 32 rodadas do torneio. Mas, nos jogos eliminatórios por Copa do Brasil e Libertadores, ele tem sido reserva de Moisés e, por isso, nunca emendou dois jogos seguidos como titular com o atual técnico, contratado em julho. Até agora.


E MAIS:
O camisa 20 foi titular no 2 a 2 diante do Boca Juniors, na quarta-feira, em duelo decisivo pelas semifinais da Libertadores, por opção de Felipão, deixando Moisés no banco. Para o clássico deste sábado, o camisa 10 está suspenso. Dando a Lucas Lima a oportunidade de se reafirmar de vez como titular no momento da temporada em que o comandante deve alternar menos a escalação, pois resta somente o Brasileiro ao Verdão.

Moisés vem em clara queda técnica nas últimas rodadas, enquanto Lucas Lima é um dos destaques do primeiro colocado do Campeonato Brasileiro. Segundo o Footstats, o camisa 20 é quem mais da assistência para finalizações no time na competição: 42, com média de 1,6 por jogo. Em assistências para gols, o meia tem as mesmas três de Marcos Rocha e fica atrás das dez de Dudu (que lidera o quesito no torneio entre todas as equipes) e das cinco de Hyoran.

Lucas Lima perdeu a condição de titular absoluto ainda com Roger Machado, no primeiro semestre. Passou a Copa do Mundo realizando trabalho físico intenso e, na volta do Brasileiro, também substituindo Moisés, suspenso, enfrentou exatamente o Santos e fez o gol do empate por 1 a 1 de 19 de julho, no Pacaembu, com mando alvinegro.

Agora, com a chance de atuar não só pela opção de Felipão em alternar escalações, Lucas Lima tem os números contra seu ex-time a favor. Fez gol no clássico do primeiro turno deste Brasileiro e, em quatro encontros diante do Santos, acumula duas vitórias (2 a 1 e 1 a 0, na primeira fase e na semifinal do Paulista), um empate (o 1 a 1 pelo Brasileiro) e uma derrota (2 a 1, na semifinal do Paulista, mas com vitória alviverde nos pênaltis na sequência).

De quebra, Lucas Lima vive um momento em que recebe elogios de palmeirenses, mesmo sem ser unanimidade. Nas redes sociais, torcedores pediam sua entrada no lugar de Moisés e o anúncio da sua escalação diante do Boca Juniors, na quarta-feira, motivou aplausos no Allianz Parque. Por isso, o próprio meia cita o apoio do início ao fim do jogo que eliminou o clube da Libertadores como motivação para o clássico deste sábado.

- Deixa a gente tranquilo porque tivemos o apoio deles. E querendo ainda mais dar esse título brasileiro para eles, por terem nos apoiado até o final. Se formos campeões, será para eles, será merecido - discursou Lucas Lima.

Facebook Lance Twitter Lance