Em casa, Chape vence o Cruzeiro e se afasta da zona de rebaixamento
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Em casa, Chape vence o Cruzeiro e se afasta da zona de rebaixamento

Chapecoense x Cruzeiro
Chapecoense faz o dever de casa e vence o Cruzeiro (Foto: Liamara Poll/AGIF)
LANCE! - 09/06/2018 - 22:24
Chapecó (SC)
Sábado de grandes emoções na Arena Condá! O apito inicial da partida entre Chapecoense e Cruzeiro foi dado uma hora após o previsto e as duas equipes pareciam desanimadas em campo, protagonizando um jogo morno. Entretanto, o Verdão do Oeste dependia do resultado e reagiu no segundo tempo, garantindo a vitória por 2 a 0 com gols de Bruno Silva e Elicarlos para conquistar os três pontos e se afastar da zona de rebaixamento.

Com o resultado, a Chapecoense vai a 13 pontos e começa a 11ª rodada do Campeonato Brasileiro na 14ª colocação. Por outro lado, o Cruzeiro, que havia assumido a vice-liderança no último domingo, tropeçou diante do Vasco no meio da semana e, agora, deve perder posições na tabela de classificação.


ATRASO NO RELÓGIO
O jogo começou com uma hora e 20 minutos de atraso por conta de queda de energia em um dos refletores da Arena Condá. O tempo de espera e a baixa temperatura que fazia em Chapecó pareciam ter reduzido a intensidade da partida, que foi morna. Com jogadas de ataque concentradas principalmente pela direita, o Verdão do Oeste pressionou o rival com chegadas pontuais de Apodi e Wellington Paulista, mas falhas no momento da finalização adiaram a abertura do placar.

SAÍDA DE BOLA PEGADA
Do outro lado do campo, a Raposa também apresentou dificuldades na saída de bola e tentou criar oportunidades a partir dos erros do rival. A melhor chance celeste durante a primeira etapa foi em cruzamento errado de Sobis para a área, que direcionou a bola para o gol, mas Jandrei salvou. Na sequência da partida, as equipes intercalaram: enquanto uma saía em contra-ataque, a outra se fechava na linha de defesa, algo que foi repetido inúmeras vezes.

CRUZEIRO ABUSO DOS CHUTÕES
Já no final do primeiro tempo, a Chapecoense, que ainda não tinha recebido nenhuma penalidade, intensificou a marcação e abriu brechas para avançar. O Cruzeiro, sem conseguir ganhar espaço no jogo, recorreu aos chutões para afastar perigo. Nos últimos minutos, os catarinenses ainda tiveram uma boa chance com falta próxima da área após a bola bater no braço de Bruno Silva. Na cobrança, Bruno Pacheco mandou direto para o gol e Fábio concluiu a defesa com segurança.

RANIEL CRIA MELHOR CHANCE CELESTE
Os mineiros voltaram mais atentos para o segundo tempo e intensificaram a troca de passes no campo de defesa com o objetivo de chegar ao ataque. Substituto de Sassá, que saiu lesionado no final do primeiro tempo, Raniel ficou perto de abrir o placar aos 18 minutos, quando recebeu cruzamento de Henrique e arriscou o chute de primeira, mas Jandrei mandou para escanteio. Como resposta, Luiz Antônio avançou com perigo pela direita, invadiu a grande área e tentou o chute rasteiro, mas Fábio salvou a meta.

SÃO BRUNO SILVA ABRE O PLACAR
Assim como no início da partida, as equipes voltaram a ter dificuldades para avançar no campo após os dois lances de perigo e a torcida já perdia a esperança de gol na partida, quando o atacante Bruno Silva, substituto de Arthur, ganhou a corrida com Edílson, dominou cruzamento de Apodi e mandou para o fundo do gol, aos 34 minutos. na bronca, jogadores do Cruzeiro reclamaram de um toque de mão do atacante, mas o árbitro validou.

CHAPE SELA A VITÓRIA
Sete minutos de acréscimos foram aplicados ao final do tempo regulamentar e a Chapecoense manteve a persistência e continuou buscando espaços para ampliar a diferença. A equipe, que dependia da vitória para se afastar da zona de rebaixamento, já estava à frente no placar, contou com Elicarlos para roubar bola de Dedé, voltar em contra-ataque e mandar uma bomba de longe em direção ao goleiro Fábio, que só viu quando já estava na rede.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE 2 X 0 CRUZEIRO

Local:
Arena Condá, Chapecó (SC)
Data-Hora: 9/6/2018 - 19h
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Auxiliares: João Luiz Coelho de Albuquerque (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
Público/renda: 6.637 pessoas/R$136.420,00
Cartões amarelos: Arthur, Elicarlos (CHA); Rafael Sobis, Edílson, Robinho (CRU)
Cartão vermelho: -
Gol: Bruno Silva (34'/2ºT)(1-0) e Elicarlos (48'/2ºT)(2-0)

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi (Eduardo, aos 40'/2ºT), Rafael Thyere, Douglas, Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo, Canteros; Arthur (Bruno Silva, aos 29'/2ºT), Wellington Paulista (Luiz Antonio, aos 15'/2ºT), Leandro Pereira. Técnico: Gilson Kleina.

CRUZEIRO: Fábio; Edílson, Dedé, Léo, Egídio; Henrique, Bruno Silva (Marcelo, aos 38'/2ºT), Robinho, Thiago Neves (Lucas Romero, aos 20'/2ºT), Rafael Sobis; Sassá (Raniel, aos 44'/2ºT). Técnico: Mano Menezes.


Facebook Lance Twitter Lance