Preparador físico elogia elenco do Botafogo: 'Atletas realmente intensos'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Preparador físico elogia elenco do Botafogo: 'Atletas realmente intensos'

Felippe Capella
Capella lamentou o pouco tempo do início do ano, mas celebrou a 'intertemporada' (Vitor Silva/SSPress/Botafogo)
Felippe Rocha - 02/07/2018 - 07:00
Rio de Janeiro (RJ)
A pré-temporada curta, lá no início do ano, foi lamentada no Botafogo, mas era inevitável, pelo calendário brasileiro em ano de Copa do Mundo. Por outro lado, após o descanso recebido, os atletas retornam e o clima é otimismo no clube em relação à evolução da equipe. Ao LANCE!, o chefe da preparação física do futebol do Glorioso, Felippe Capella, acredita que os atletas seguiram à risca a cartilha para o período sem treinos no clube e voltaram em boa forma. Agora que a segunda semana de "intertemporada" começou, ele acredita em bom desempenho no segundo semestre.

- É um grupo de atletas bastante dedicados, que chega no clube todo dia para dar o máximo. Isso facilita demais o nosso trabalho. Não só da preparação física, mas de todos os departamentos. Eles conseguem gerar bons números, alcançar o que a gente entende como demanda física. São atletas realmente intensos, facilitam demais à preparação física. O destaque é coletivo, o grupo. Chegam lá todo dia para darem o melhor - elegia Capella.

A boa forma física dita pelo preparador e o famoso "ritmo de jogo" são aspectos diferentes. De todo modo, Felippe Capella entende que quatro jogos serão o suficiente para, em média, o elenco alvinegro estar com o ritmo ideal. O primeiro duelo será contra o Corinthians, no dia 18. O quarto é contra o Internacional, no Beira-Rio.

- Se tivermos como base os atletas que jogaram a última partida, contra o Atlético-PR, esses atletas vão estar há 30 dias sem partida oficial, e os que não jogaram estão há mais de 30. Então, realmente, para a primeira partida ainda não vai ser o ritmo ideal. O que é normal diante deste tempo. A expectativa é pessoal de cada atleta, mas podemos trabalhar com quatro jogos. De repente alguns antes, outros depois. Mas o nosso objetivo é que os nossos atletas, o quanto antes, estejam de forma bem intensa - prega.

Bate-bola com Felippe Capella, chefe da preparação física do Botafogo
Como voltaram os atletas para este reinício de trabalho, após a pausa e a cartilha de cada um durante o descanso?

Capella: Descansados. Foi o planejamento que tínhamos para eles. Que aproveitassem os 11 dias para diminuírem o estresse físico e mental, que também interfere. Foi um primeiro semestre intenso. Que se preparassem, não deixassem preparação física de lado. Foi programada situação bem básica, que eles se atentassem principalmente à condição muscular. Programamos quatro treinos de força interior para esse 11 dias deles longe do clube. Para que eles conseguissem voltar com nível igual ou com perda mínima, e começassem essa primeira semana de "intertemporada" numa condição legal. Seria interessante para reduzir o risco de lesões musculares. Eles voltaram bem, dentro do programado. Esperávamos que voltassem assim.

Qual o planejamento de trabalho da preparação física? Tem havido/haverá dias de maior ou de menor intensidade?

O planejamento é conseguir fazer a "intertemporada" melhor que a pré-temporada. Em vista que tivemos 12 dias no início do ano e, agora, teremos 23, até a partida contra o Corinthians. O período é o dobro. A pré foi apertada, não foi a quantidade ideal de dias, mas acredito que o trabalho foi bem feito e que o desempenho no primeiro semestre foi bom. Acredito que tenhamos um desempenho melhor, e que a gente consiga entrar próximo do ideal. Física, técnica e taticamente ficamos felizes por termos esse período antes do segundo semestre, que vai ser mais intenso que o primeiro. Tem dias em que a carga é mais intensa, às vezes o trabalho é mais metabólico e, às vezes, muscular. Temos ferramentas com as quais conseguimos identificar qual dia foi mais ou menos intenso. O departamento de fisiologia vai nos passando e os atletas estão sempre aptos para alcançarem os objetivos físicos que temos para cada atleta.

A mudança de treinador afeta os objetivos físicos de casa atleta?

Os objetivos físicos não mudam, permanecem os mesmos. A preparação continua com o objetivo de desenvolver os atletas na plenitude, para que eles estejam aptos para o modelo de jogo do treinador.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance