Botafogo mostra consistência e evolução contra um favorito ao título: até onde o time pode chegar?
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Botafogo mostra consistência e evolução contra um favorito ao título: até onde o time pode chegar?

Botafogo x Palmeiras
Keno deu trabalho, mas o Glorioso se esforçou para contê-lo e atacar mais que o rival (ARMANDO PAIVA/RAW IMAGE)
Felippe Rocha - 17/04/2018 - 08:00
Rio de Janeiro (RJ)
Talvez sejam as palavras de Alberto Valentim. Talvez seja a confiança de um time que foi campeão e, em seguida, venceu um jogo não só fora de casa como fora do país. O fato é que o Botafogo manteve, nesta segunda-feira, contra o Palmeiras, a evolução tímida, mas cada vez nítida da equipe.

Na estreia do time no Campeonato Brasileiro, logo aquele que é apontado por tantos como um dos favoritos ao título. Aquele que é, certamente, um dos elencos mais ricos do país. O Glorioso não é nada disso, mas jogou melhor.

Até pelos desfalques dos regulares Moisés, Renatinho e Luiz Fernando, criar tantas chances é louvável. Foram oportunidades que passaram perto do alvo ou que obrigaram Jailson a trabalhar.

- Sim (faltou ser cirúrgico). Às vezes você vai menos no gol do adversário. Hoje fomos 13 vezes. Precisamos melhorar, mas gostei muito do time - afirmou Valentim, após o jogo.

Defensivamente, bastou a equipe alvinegra ficar exposta uma vez que o enorme poderio ofensivo do rival tripudiou de Igor Rabello e companhia. Mas o próprio zagueiro demonstrou que a persistência, pelo terceiro jogo seguido, pode ser recompensada.

Ainda há de se ressaltar a entrada de Bochecha. Aproveitou a chance num jogo dificílimo e fez mais do que Marcelo, atual titular, costuma fazer. Tudo isso é positivo. E onde tais méritos podem levar esse time... é a repetição de tais virtudes que vai responder.

COMO O BOTAFOGO COMEÇOU:

COMO O BOTAFOGO TERMINOU:

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance