Lembre momentos em que indisciplina em clubes custou caro a atletas
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
LANCE

LANCE
X
Compartilhe


17/05/2017 | 17:10

Lembre momentos em que indisciplina em clubes custou caro a atletas

  •  Sassá - Botafogo
    Polêmica... de novo (Foto: Cleber Mendes / Lancepress!) Pela segunda vez, Sassá foi afastado devido a polêmicas de fora de campo. Os motivos do novo afastamento do atacante teriam sido constantes atrasos e, com isto, ele está fora da partida do Glorioso contra o Atlético Nacional (COL), nesta quinta-feira, pela Copa Libertadores.
  •  HOME - Botafogo x Bahia - Série B - Willian Arão (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press)
    Olha esse temperamento... (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press) Também quando defendia o Botafogo, Willian Arão se envolveu em uma polêmica. Após a partida contra o Paraná, pela Série B de 2015, o volante discutiu asperamente com o vice-presidente de estádios, Anderson Simões. O impasse terminou com advertência.
  •  TR: Sheik, Julio Cesar, Edilson e Bolivar - Botafogo (Fotos: LANCE!Press)
    Os quatro insatisfeitos do Alvinegro (Fotos: LANCE!Press) A crise que assolou o Botafogo em 2014 ficou ainda mais exposta quando o clube decidiu rescindir o vínculo com quatro de seus jogadores. Emerson Sheik, Julio Cesar, Edilson e Bolívar foram dispensados devido a divergências com a diretoria da época.
  •  Jobson - ex-Botafogo
    Problema constante... (Foto: Gilvan de Souza/Lancepress!) Embora se destacasse com os pés, Jobson deu constantes dores de cabeça à diretoria do Botafogo. Foram problemas de indisciplina, como faltas em treinos, que levaram o clube a, por várias vezes, emprestá-lo. 
  •  Renato Gaúcho jogando pela Seleção Brasileira
    Perdeu a passagem (Foto: Divulgação) Às vésperas de disputar a Copa do Mundo de 1986, Renato Gaúcho foi cortado pelo técnico Telê Santana por problemas disciplinares. O então atacante chegou depois do "toque de recolher" imposto pelo treinador da época. O episódio causou outra baixa na Seleção; Leandro, que tinha ido para a noitada também mas chegara antes, não se apresentou para o embarque.
  •  Adriano Imperador - Corinthians
    Peso na consciência (Foto: Ari Ferreira/Lancepress!) Adriano chegou a ser suspenso em sua passagem com a camisa do Corinthians. O técnico Tite decidiu afastá-lo por... se recusar a se pesar. À época, Tite lamentou a falta de dedicação do Imperador.
  •  Adriano - Flamengo x Botafogo 2010
    Bobeou, dançou (Foto: Bruno de Lima/ Lancepress) Adriano também teve problemas disciplinares com a camisa do Flamengo. O centroavante , que já tinha frequentes faltas em treinos, viu uma confusão em um baile funk ganhar grandes proporções no ano de 2010. 
  •  Bonde da Stella
    'Bonde da Stella' (Reprodução/Twitter) No ano de 2015, o Flamengo afastou cinco jogadores daquele que foi chamado "Bonde da Stella". Após terem imagens de uma confraternização entre eles divulgadas em redes sociais, a diretoria afastou Alan Patrick, Everton, Marcelo Cirino, Paulinho e Pará.
  •  Petkovic - Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/LANCE!Press)
    Gringo na bronca... (Foto: Gilvan de Souza/LANCE!Press) Petkovic foi outro jogador que chegou a ser afastado por indisciplina quando vestia a camisa do Flamengo. O sérvio irritou-se ao ser substituído no Fla-Flu e deixou o Maracanã enquanto o jogo rolava. Foram 15 dias fora.
  •  Romário - Flamengo
    Festa com o Baixinha termina na ressaca... (Foto: Djalma Vassao/Lancepress!) A presença de Romário na Festa da Uva, em Caxias do Sul, em 1999, não desceu bem para Kleber Leite. Irritado com a presença do Baixinho no local após a derrota do Flamengo por 3 a 1 para o Juventude, o dirigente o afastou e dispensou  também Marcelo Rosa.
  •  Flamengo: Juninho Paulista
    Insatisfeito? Cai fora! (Foto: Tom Dib/Lancepress!) Outro jogador que teve consequências por indisciplina no Flamengo foi Juninho Paulista. No intervalo da partida contra o Defensor (URU), pela Copa Libertadores de 2007, o meia se desentendeu com o técnico Ney Franco. A diretoria optou por sua saída.
  •  Renato Gaúcho x Djalminha (Flamengo)
    Doeu mais para ele... (Foto: Reprodução) A troca de sopapos com Renato Gaúcho pesou mais forte para Djalminha. O meia teve sua transferência negociada para o Guarani.
  •  Valdiram ok
    Que ressaca... (Foto: Divulgação) Conhecido por um temperamento polêmico (tinha sido preso três vezes no exterior), Valdiran chegou ao Vasco e deu muitos problemas de indisciplina, como falta de treinos. Mas a gota d'água para o técnico Renato Gaúcho foi em uma das manhãs: o atacante chegou para treinar embriagado.
  •  Edmundo - com camisa do Vasco em 1999
    Que temperamento... (Foto: Divulgação) Edmundo foi outro a ter problemas disciplinares no Vasco. Em 1999, às vésperas do Vasco iniciar o mata-mata do Brasileirão, foi suspenso por dez dias e não jogou as duas primeiras partidas contra o Vitória (a equipe acabou eliminada). Em 2000, uma disputa pelo protagonismo com Romário o fez abandonar a equipe pouco antes do jogo com o Palmeiras. No meio do ano, transferiu-se para o Santos.
  •  Válber Vasco
    Problema para todos os lados (Agência Estado) O curinga Válber coleciona histórias de polêmicas por vários clubes. Quando defendia o Botafogo, em 1993, abandonou a concentração e foi curtir a noite do Rio de Janeiro. No São Paulo, faltou aos treinos várias vezes e inventava frequentes desculpas a Telê Santana (segundo o folclore, "matou a avó" várias vezes, assim como seus carros tiveram vários pneus furados). No Vasco, Flamengo e Fluminense, também teve problemas de faltar a treinos.
  •  Obina x Mauricio (Palmeiras)
    Doeu... e muito! (Foto: Reprodução/Internet) A troca de agressões entre Obina e Mauricio fez o Palmeiras tomar uma atitude drástica. Após a partida (que terminou com derrota por 2 a 0 para o Grêmio, pelo Brasileirão de 2009), os dois jogadores foram dispensados do clube alviverde.
  •  Lúcio - São Paulo
    Pentacampeão de fora... (Foto: Eduardo Viana/Lancepress!) Além de lidar com má fase, Lúcio viu problemas disciplinares acarretarem no seu afastamento de um "tour" que o São Paulo iria fazer por países europeus. O pedido foi feito pelo treinador da época, Paulo Autuori. 
  •  Jorge Henrique - Corinthians
    Indisciplina aqui, não! (Foto: Divulgação Atos de indisciplina também tiraram o meia-atacante Jorge Henrique de partidas decisivas do Corinthians pelo Paulistão e Copa Libertadores de 2013. 
  •  Santos 2x0 Atlético-PR - comemoração do gol de Paulinho (segundo do Santos)
    De novo... (Foto: Ivan Storti/Lancepress!) No ano seguinte a deixar o Flamengo, onde se envolvera no "Bonde da Stella", Paulinho foi afastado por indisciplina em outro clube. Sua trajetória no Santos foi interrompida após discutir com um torcedor em um jogo com o Vitória e fazer menções de que tinha dinheiro no bolso.
  •  Jô, André (atacante) e Emerson Conceição
    Três é demais (Bruno Cantini/ Atlético MG) Em 2014, o Atlético-MG teve dor de cabeça com três jogadores de uma vez. Na volta da viagem para o confronto com o Atlético-PR, os atacantes Jô e André e o lateral-esquerdo Emerson Conceição foram afastados por problemas disciplinares. Após contratos serem suspensos, acabaram negociados.
  •  Jô no Internacional
    Dupla pesada (Foto: Divulgação/Internacional) Jô também chegou a render dores de cabeça para outra diretoria. Quando vestia a camisa do Internacional, o atacante, ao lado do atleta Jajá, cometeram atos de indisciplina após a derrota da equipe para o Fluminense, em jogo válido pela Copa Libertadores.
SEUCLUBE
atlético mineiro
botafogo
corinthians
cruzeiro
flamengo
fluminense
gremio
internacional
palmeiras
santos
sao paulo
vasco
Siga nas redes sociais
Facebook Lance Twitter Lance