Gatito vai às lágrimas ao desabafar: 'Queria muito estar jogando, mas infelizmente não consigo'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Gatito vai às lágrimas ao desabafar: 'Queria muito estar jogando, mas infelizmente não consigo'

Gatito Fernández - Botafogo
Gatito Fernández se emocionou na entrevista coletiva (Foto: Lazlo Dalfovo)
Lazlo Dalfovo - 05/10/2018 - 18:00
Rio de Janeiro (RJ)
Gatito Fernández segurou, segurou, mas não pôde evitar: o goleiro alvinegro foi às lágrimas em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira, após o treino no Nilton Santos. Ainda sem previsão para retornar e com fortes dores no punho direito, desabafou quando solicitado a mandar uma mensagem à torcida.

- A mensagem que posso mandar ao torcedor é agradecer pelas mensagens que mandam para mim, e dizer que gostaria de estar jogando novamente... (o goleiro chora neste momento) Desculpa... O Botafogo é o time que me abriu as portas, queria estar jogando, infelizmente não consigo. Estou fazendo todo o possível, não estou conseguindo melhorar. Gostaria muito de poder estar no jogo contra o Bahia (na última quarta, pela Sul-Americana).

- Mais do que ninguém gostaria de relembrar os momentos bons com o Botafogo em etapas decisivas nos pênaltis. Não consegui. Mas agradecer a eles pelas mensagens e pelo apoio - concluiu Gatito.

De acordo com as palavras do preparador de goleiros Flávio Tênius, em entrevista à "Rádio Brasil" também nesta sexta, é possível que Jefferson retorne antes mesmo do que o paraguaio. E Gatito fez questão de explicar o porquê de ainda não ter condições de encarar um jogo pela frente. 

- Estou muito ansioso e, muitas vezes, fico decepcionado comigo mesmo. Mas não consigo em algumas ocasiões. Sigo com o grupo, treinei cinco vezes com eles antes do jogo contra o Vitória, mas, com o acúmulo de trabalho desses dias, voltei a sentir dores mais fortes - comentou, externando que convive com dores e, quando a mesma cresce, deixa o treino com o restante do elenco.

APOIO A SAULO 

Ainda sem Gatito, o Botafogo volta a campo nesta terça-feira, para o clássico contra o Vasco, no Niltão. A tendência é que Saulo, que já acumula 16 jogos na temporada, seja mantido entre os 11 iniciais. E Gatito defendeu o jovem.

- Procuro sempre passar que ele (Saulo) precisa ficar calmo, pois ele tem muitas condições de ser o goleiro do Botafogo. Tento passar tranquilidade para que possa transmitir o potencial dele para todos.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance