Cardápio recheado: Botafogo tem muitas opções para o setor criativo
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Cardápio recheado: Botafogo tem muitas opções para o setor criativo

  •  Leo Valencia.
    Leo Valencia Divulgação
  •  João Paulo - Botafogo
    João Paulo - Botafogo (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)
  •  Leandrinho
    Leandrinho (Foto: Divulgação/Botafogo)
  •  Marcos Vinicius (Botafogo)
    Marcos Vinicius (Botafogo) Vitor Silva/SSPress/Botafogo
  •  Luiz Fernando
    Luiz Fernando (Foto: Divulgação/Botafogo)
LANCE! - 08/01/2018 - 06:20
Rio de Janeiro (RJ)
Enquanto lamenta as poucas (apenas uma) opção para a camisa 9 no atual elenco, de uma coisa o torcedor botafoguense não pode reclamar, que é o recheado setor da criação. O treinador Felipe Conceição terá à disposição cinco nomes: Valencia, Marcos Vinicius, Luiz Fernando, João Paulo e Leandrinho. Para melhorar, este cardápio oferece ainda 'pratos' com diferentes características. Há os mais velocistas, os mais técnicos, os mais experientes e os mais jovens.

Meia de origem mesmo só o chileno, que chegou na metade do ano passado. Não fez gols e foi criticado publicamente pelo então comandante Jair Ventura, mas deixou o botafoguense com a certeza de que pode render mais em campo. Quem sabe fazer uma pré-temporada com os colegas não facilite que o gringo ganhe entrosamento?

Marcos Vinicius é outro que desembarcou no Nilton Santos em meados de 2017, em troca que envolveu a saída de Sassá para o clube mineiro. Meia-atacante, ele foi mais utilizado na temporada passada para armar jogadas e fez cinco gols.

Assim como Marcos, Luiz Fernando, que vem do Atlético-GO é mais um meia-atacante. Atua mais na criação, mas tem bom faro de gol, tanto que foi o artilheiro do Dragão no último Brasileirão e na temporada passada.

Por fim, há os volantes que também sabem e costumar jogar improvisados, mais adiantados. João Paulo, xodó da torcida, é um deles. Ele está no clube desde o início de 2017, foi titular toda a temporada e marcou três tentos. O outro é Leandrinho, menino da base promissor, mas que sofre com lesões e por isso não atua desde setembro. De todos, é o que larga na briga por uma vaga na criação atrás dos demais.

Marcos Vinicius acredita em 2018 de crescimento pessoal

Uma das opções para a criação do setor, Marcos Vinicius acredita em um 2018 melhor fisicamente e tecnicamente que a temporada passada, quando teve poucas oportunidades no primeiro semestre, atuando pelo Cruzeiro

- Esse período de treinos é fundamental para o jogador iniciar bem o ano. Infelizmente no ano passado meu começo não foi como esperava no Cruzeiro, fui interrompido pela lesões, mas desde quando cheguei no Botafogo as lesões sumiram e pude jogar mais, estar mais presente. Poder iniciar uma pré-temporada bem é fundamental - comentou, em entrevista ao site oficial do Glorioso.

Ele destacou ainda a importância de um elenco recheado de jovens ser comandado por Felipe Conceição, debutante no cargo (como treinador de time profissional) e com histórico nas catgeorias de base:

- É muito importante o Felipe ser o nosso treinador agora. Já conhece cada jogador, o nosso grupo e vinha trabalhando com a gente. Isso ele vai tirar de letra. Muito boa a efetivação dele para nos ajudar - finalizou.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance