ATUAÇÕES: João Paulo se salva em derrota do Bota na Copa do Brasil
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
LANCE
LANCE
X
Compartilhe



07/02/2018 | 00:16

ATUAÇÕES: João Paulo se salva em derrota do Bota na Copa do Brasil

  •  Aparecidense x Botafogo
    O Botafogo protagonizou um vexame na noite desta terça-feira ao ser eliminado na primeira fase da Copa do Brasil com a derrota por 2 a 1 para a Aparecidense. Pela primeira vez com três zagueiros, a equipe não atuou bem e os jogadores, assim como o técnico Felipe Conceição, receberam notas baixas. João Paulo se salvou no revés. Veja as notas do L! (por João Mércio Gomes) CARLOS COSTA/FUTURA PRESS
  •  Atuações - Botafogo - Jefferson
    4,0 - Jefferson - Parecia estar sem confiança em alguns lances. Espalmou bolas simples e teve dificuldade com um chute forte de fora da área. Não teve culpa nos gols. (Foto: Divulgação/LANCE!)
  •  Atuações - Botafogo - Marcelo
    2,5 - Marcelo - Facilmente batido por Nonato no primeiro tempo na bola aérea. Não mostrou qualidade suficiente com os pés para sair jogando. (Foto: Divulgação/LANCE!)
  •  Carli - Botafogo - Atuações
    4,5 - Joel Carli - Fez o que sabe de melhor: chutões e coberturas dos zagueiros. Não teve muito problemas na marcação, mas foi pouco exigido no esquema. (Foto: Divulgação/LANCE!)
  •  Atuações - Botafogo - Igor Rabello
    4,0 - Igor Rabello - Com mais liberdade para sair jogando, teve dificuldades de iniciar a saída de bola. Fez uma boa jogada na frente, mas se jogou na área. (Foto: Divulgação/LANCE!)
  •  Atuações - Botafogo - Arnaldo
    4,0 - Arnaldo - Com a defesa protegida por três zagueiros, poderia ter explorado os espaços na frente. Não fez, e não ajudou em nada na criação. (Foto: Divulgação/LANCE!)
  •  Atuações - Botafogo - Dudu Cearense
    3,5 - Dudu Cearense - Muito lento na transição da defesa para o ataque. Foi prejudicado pelo gramado ruim e não conseguiu ditar o ritmo do meio de campo. (Foto: Divulgação/LANCE!)
  •  Atuações - Botafogo - João Paulo
    5,0 - João Paulo - Tentou dar mais dinâmica ao time com lançamentos longos, mas cansou no segundo tempo e perdeu controle no meio de campo. (Foto: Divulgação/LANCE!)
  •  Atuações - Botafogo - Luiz Fernando
    2,0 - Luiz Fernando - Com a camisa 10, nada produziu. Perdeu um gol claro, quase na pequena área, quando o Botafogo vencia por 1 a 0. Precisa mostrar muito mais. (Foto: Divulgação/LANCE!)
  •  Atuações - Botafogo - Gilson
    4,5 - Gilson - Tentou sair jogando em velocidade e roubou bolas pela lateral. Até conseguiu criar jogadas, mas não evitou a tragédia alvinegra. (Foto: Divulgação/LANCE!)
  •  Atuações - Botafogo - Rodrigo Pimpão
    2,5 - Rodrigo Pimpão - Começou o jogo com um golaço e mostrava disposição para continuar atacando. No entanto, foi expulso e viu o time levar a virada em seguida. (Foto: Divulgação/LANCE!)
  •  Atuações - Botafogo - Brenner
    3,0 - Brenner - Muito apagado na partida. Teve uma chance, mas estava impedido. Depois poderia ter caprichado em um passe para Pimpão na área. (Foto: Divulgação/LANCE!)
  •  Kieza - Atuações
    4,0 - Kieza - Substituiu Brenner e... não acrescentou em nada. A bola não chegou, mas também não segurou uma jogada para trabalhar a bola. Vitor Silva/SSPress/Botafogo.
  •  Atuações - Botafogo - Rodrigo Lindoso
    3,5 - Rodrigo Lindoso - Entrou para tentar ganhar o meio de campo e errou passes simples. Ficou perdido mesmo contra um adversário bem mais fraco. (Foto: Divulgação/LANCE!)
  •  Atuações - Botafogo - Renatinho
    5,0 - Renatinho - Teve apenas dez minutos em campo e não pode ser responsável pelo resultado. No entanto, não conseguiu fazer nada. (Foto: Divulgação/LANCE!)
  •  Atuações - Botafogo - Felipe Conceição
    1,0 - Felipe Conceição - Inventou esquema que em nada deu certo, fez o time passar sufoco contra a Aparecidense e trouxe um dos piores vexames do clube. (Foto: Divulgação/LANCE!)
  •  Aparecidense x Botafogo
    Como franco-atirador, a Aparecidense mostrou inteligência para buscar a virada. Cada chegada no ataque era uma bola na área, pelo alto, explorando o desentrosado esquema com três zagueiros. E foi assim que Nonato, testando no primeiro tempo, e Gustavo Ramos, no segundo, fizeram os gols que trouxeram a vitória e a classificação ao time da casa. O time da Aparecidense não tem muita qualidade, é verdade. Mas o gramado prejudicado impede que a troca de passes seja feita. A equipe de Márcio Azevedo jogou igual time pequeno: fechadinha, explorando a bola longa. O ponto fraco, na verdade, foi bom – já que o Botafogo não conseguiu impor seu jogo durante os 90 minutos. Os poucos torcedores não pressionaram durante a partida. Frame/Globoesporte
SEUCLUBE
atlético mineiro
botafogo
corinthians
cruzeiro
flamengo
fluminense
gremio
internacional
palmeiras
santos
sao paulo
vasco
Siga nas redes sociais
Facebook Lance Twitter Lance