Botafogo anexa vídeo junto à representação para anular partida
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Botafogo anexa vídeo junto à representação para anular partida

Botafogo x Palmeiras
Lance polêmico resultou no gol de Gustavo Gómez (Foto: Osvaldo Lima/Photo Premium/Lancepress!)
LANCE! - 27/05/2019 - 16:26
Rio de Janeiro (RJ)
O apito final no jogo entre Botafogo e Palmeiras, no último sábado, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, pode não significar o resultado final - vitória do Palmeiras, por 1 a 0, no Estádio Mané Garrincha. Isso porque, com o pedido de anulação da partida junto à CBF nesta segunda-feira, o Alvinegro anexará uma imagem na qual árbitro Paulo Roberto Alves Júnior supostamente teria autorizado o goleiro Gatito Fernandez a fazer a cobrança da falta (veja abaixo).

Cabe destacar que o Botafogo baseia-se na regra 5 da Fifa e no protocolo 8.12 do VAR. A alegação é de que a decisão do árbitro principal não pode ser alterada após o reinício da partida. Assim, para o Botafogo, o protocolo do árbitro assistente de vídeo não foi seguido corretamente no lance que definiu o jogo à favor do Palmeiras, líder do Brasileirão, com 16 pontos. 



Os passos que o Botafogo dará serão os seguintes: uma representação será emitida em duas esferas: na Confederação Brasileira de Futebol (CBF), quanto à atuação do árbitro, e no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), quanto à anulação da partida. 

O Botafogo saiu de campo revoltado a arbitragem no duelo em Brasília. Personagem direto no lance no qual Deyverson foi tocado e o pênalti foi marcado, após revisão do árbitro de vídeo, para o Verdão, Gabriel reclamou o seguinte, ao canal Premiere:

- Foi vergonhoso. Pode ver que nem vejo o Deyverson, fui dar a passada... Acertei mesmo o pé dele, mas aí ele (juiz) vai olhar no VAR em câmera lenta para ver o que aconteceu. O futebol está acabando. Não pode encostar mais que tudo ele quer chamar o VAR. Não tem convicção do que está fazendo. O VAR vai ser muito bem vindo se souber ser usado. Não adianta ver qualquer lance em câmera lenta, cada jogo vai ter que marcar cinco pênaltis. Futebol é contato, não tem como. Vou deixar o cara livre? Não adianta. Vergonhoso. E muito arrogante, não dava para conversar com ele. Ameaçou expulsar o Gilson desde o primeiro tempo - comentou o zagueiro alvinegro. 

Além de Gabriel, Gatito Fernández e Gustavo Noronha, vice-presidente do Botafogo, também criticaram duramente o juiz Paulo Roberto Alves Júnior: "Atuação péssima", disparou o dirigente do Glorioso, logo após o jogo. 


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance