Alberto Valentim é confirmado como novo técnico do Botafogo
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Alberto Valentim é confirmado como novo técnico do Botafogo

Alberto Valentim - Botafogo
Valentim assinou contrato até o fim de 2020 (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)
LANCE! - 11/10/2019 - 17:28
Rio de Janeiro (RJ)
O Botafogo anunciou, nesta sexta-feira, a contratação do treinador Alberto Valentim, até o final de 2020. Campeão Carioca em 2018 pelo Alvinegro, o técnico de 44 anos retorna ao clube, após comandar o Avaí. O novo comandante terá o primeiro contato com atletas e comissão técnica em São Paulo, local da partida entre Palmeiras e Botafogo, no sábado, no Pacaembu, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Auxiliar permanente e técnico interino Bruno Lazaroni comandará a equipe contra o clube paulista. A apresentação oficial de Valentim acontecerá na próxima segunda-feira, no Estádio Nilton Santos, em horário a ser definido.

– Fala, torcida do Fogão! Estou muito feliz com esse retorno ao Glorioso, um lugar que me identifiquei muito, fui campeão e fiz grandes amigos. Já conheço grande parte do elenco e com outros, pela primeira vez, terei um grande prazer de trabalhar para ajudar o Botafogo a chegar no melhor lugar possível nesse ano. Estou muito feliz e louco para rever meus companheiros, que agora farão parte dos meus dias de trabalho - falou Valentim, em suas primeiras palavras como treinador do Botafogo.

Alberto Valentim terá ao seu lado Fernando Miranda, auxiliar técnico que o acompanha desde o trabalho desenvolvido no Palmeiras. O profissional de 39 anos esteve por 22 anos no clube paulista como goleiro, preparador de goleiros e auxiliar técnico. Fernando Miranda acumulou experiências ao lado de treinadores como Tite, Vanderlei Luxemburgo, Muricy Ramalho e Luiz Felipe Scolari. Fernando conta também com o curso de técnico da Uefa.

O treinador deixou boa impressão na primeira passagem pelo Glorioso. Além da conquista do título carioca de 2018 sobre o Vasco, teve uma saída amigável, depois de receber proposta financeiramente vantajosa do Pyramids, do Egito. O fato contribuiu para que as portas ficassem abertas no clube e o seu nome voltasse a ser lembrado após a saída de Eduardo Barroca.

Bruno Lazaroni, auxiliar técnico permanente, vê semelhanças entre os estilos do ex-treinador e o de Valentim. Após a vitória por 3 a 1 sobre o Goiás, na última quarta, no Nilton Santos, ele comentou sobre o tema.

– A ideia central dos dois não muda muito. São formas parecidas de pensar o jogo e jogar. Eles eram bastante alinhados, até porque quando o Valentim estava aqui, o Barroca era o técnico do sub-20. Eles conversavam muito. Barroca vinha aqui. Às vezes, é uma característica ou outra, mas no geral é praticamente a mesma coisa e tenho certeza que vai dar sequência ao trabalho do Barroca – disse Lazaroni.


E MAIS:
Histórico da carreira

Natural de Oliveira, Minas Gerais, Alberto Valentim atuou como lateral-direito e passou por clubes como Athletico-PR, São Paulo, Cruzeiro e Flamengo. Na Itália, vestiu as camisas da Udinese e Siena. No próprio futebol italiano, estagiou na Udinese, Juventus e Roma como gerente esportivo. De volta ao Brasil, foi auxiliar-técnico no Atlético Paranaense (2012-2013), depois de pendurar as chuteiras em 2009. Iniciou a carreira de treinador como auxiliar de Cuca no Palmeiras. Pelo clube paulista foi campeão brasileiro, em 2016. No ano seguinte, assumiu o Red Bull, mas acabou desligado pelo rendimento abaixo do esperado e retornou ao Verdão.

Velentim entrou em evidência no cenário nacional, no final da temporada de 2017, quando Cuca pediu demissão. Conduziu o time paulista do quinto lugar ao vice-campeonato brasileiro, com seis vitórias em 11 jogos. A diretoria alviverde, no entanto, optou pela contratação de Roger Machado no final do ano.

Em 2018, foi contratado pela primeira vez pelo Botafogo. No Alvinegro teve bom desempenho e conquistou o título carioca. Deixou o clube após 25 jogos, com 11 vitórias, sete empates e sete derrotas, ao aceitar proposta vantajosa financeiramente do Pyramids, do Egito. Comandou o time africano em apenas três jogos, com duas vitórias e um empate. Foi demitido após se desentender com o sheik e presidente do clube, Turki al-Sheikh.

Em agosto do mesmo ano, assumiu o Vasco e conseguiu livrar o time do rebaixamento. Foi novamente demitido, embora gozasse de prestígio com o presidente do clube, Alexandre Campello. Além de problemas internos com o meia Thiago Galhardo, pesou a perda do título carioca de 2019 para o Flamengo. Também não conseguiu a aprovação total da torcida, que o vaiava constantemente.

Durante a parada para a Copa América, Valentim assumiu o Avaí, lanterna do Brasileirão, com o desafio de livrar a equipe do rebaixamento. Em 15 jogos no comando somou apenas 13 pontos. Foram três vitórias, quatro empates e oito derrotas, totalizando 28,8% de aproveitamento. Ainda assim, conquistou a aprovação no clube catarinense, em que a pressão por resultados tende e ser menor.

Facebook Lance Twitter Lance