Rui Costa revela conversas com vários técnicos para o Atlético-MG
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Rui Costa revela conversas com vários técnicos para o Atlético-MG

Rui Costa(à direita) foi apresentado pelo presidente do Galo, Sérgio Sette Câmara como novo diretor de futebol nesta sexta-feira
Rui Costa tentou diversos treinadores, mas por enquanto sem sucesso-Bruno Cantini/Atlético-MG
Valinor Conteúdo - 24/05/2019 - 16:10
Belo Horizonte
O Atlético-MG continua sua saga em busca de um novo treinador. Enquanto o novo comandante não chega, Rodrigo Santana continua como interino sem saber qual será o seu destino no clube. O diretor de futebol do alvinegro, Rui Costa, revelou diversas conversas com técnicos brasileiros e até estrangeiros.

Rui Costa fez contatos com Tiago Nunes, do Athletico-PR, Rogério Ceni, do Fortaleza, o português Jorge Jesus e o colombiano Juan Carlos Osorio. Sem sucesso com nenhum deles. O diretor negou ter procurado o argentino Sebastián Beccacece, do Defensa y Justicia.

-Conversamos com o Tiago Nunes, uma sondagem com o Rogério Ceni e cheguei a conversar com o Jorge Jesus. Não é ser estrangeiro que nos mobiliza. Mas como o técnico vê futebol, quais são os conceitos, como trabalha o dia a dia, como ele está integrado com a base. Todos os treinadores que abordamos, inclusive falei com o Osorio, são treinadores que trabalham de forma intensa, visão integrada do futebol e que trariam um futebol protagonista que é o que o Atlético merece. O Beccacece não tem nada, nenhuma negociação, não virá-disse, em entrevista à ESPN.




E MAIS:
Sobre a permanência(ou não) do interino Rodrigo Santana, Rui Costa elogiou o treinador, mas não apontou se há chances dele ficar no cargo.

-O treinador está o Rodrigo Santana, com muita plenitude, com muito apoio de todo o clube. O Rodrigo tem feito um trabalho de muita qualidade aqui no Atlético. Podem imaginar que ele foi uma improvisação, mas não foi. Quando eu já estava negociando minha ida ao Atlético, o presidente me falou muito sobre o profissional que ele tinha no sub-20, e eu comecei a buscar informações do Rodrigo. Nós decidimos, desde antes de quando cheguei, que ele assumiria todo esse processo de comando técnico da equipe-disse, expliando em seguida. .

-A gente quer que ele fique muito tempo no Atlético. Ele está sendo cuidado para ter uma história longa, essa interinidade às vezes é apenas uma questão semântica. Ele tem de nossa parte todo reconhecimento do profissional que é, do talento que tem, o que a gente mais quer é que ele fique o maior tempo no Atlético. Por isso, ele se manifesta sempre falando que está em processo de aprendizagem e de complementação da carreira. Mas a confiança nele é total-explicou.

Rui Costa afirmou que a situação de Rodrigo Santana é diferente do que aconteceu com com Thiago Larghi em 2018.

-É completamente diferente do profissional Thiago Larghi. A forma como ele chega é diferente. Rodrigo tem uma história como treinador, passagens em clubes pequenos, com adversidade, que o capacita para enfrentar derrotas, momentos difíceis- concluiu.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance