Se quiser entrar no G4, Galo terá de ter mais vitórias fora de casa
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Se quiser entrar no G4, Galo terá de ter mais vitórias fora de casa

Goleiro Victor, do Atlético-MG
Victor chama atenção para a melhora necessária da equipe em jogos fora de casa- (Foto; Bruno Cantini/Atlético-MG)
Valinor Conteúdo - 03/10/2018 - 18:19
Belo Horizonte
O Atlético-MG tem feito discursos em sequência sobre as possibilidades da equipe de entrar no G4 e até mesmo a luta pelo título. Mas, se a equipe tem feito o dever de casa, sendo um mandante forte, o mesmo não se pode dizer da performance fora de casa.

Das 13 vitórias do Galo no campeonato, apenas três foram como visitante. O número cai para dois triunfos se contar que o time alvinegro derrotou o América-MG no Independência, local onde o clube manda seus jogos.

Para o goleiro Victor, melhorar o desempenho nas partidas como visitante, a começar pelo jogo deste sábado, 6 de outubro, contra a Chapecoense, em Santa Catarina é um passo importante. O Santo do Galo crê ser esse é o caminho para que o Atlético-MG possa conseguir uma sequência positiva e alcançar os seus objetivos no Campeonato Brasileiro.

- O time que quer ter ambições dentro da competição não pode vencer só em casa, tem que buscar vitórias fora. Os times que estão lá na frente são times que vencem fora de casa. Hoje, estamos a oito pontos dos líderes porque, talvez, não tenhamos tido um aproveitamento tão bom fora de casa quanto no ano passado. Esse ano, nosso aproveitamento em casa é muito bom, mas precisa melhorar fora de casa. Então, se queremos realmente buscar algo grandioso dentro da competição, a gente sabe que precisa vencer fora de casa também, comentou o camisa 1.

De acordo com Victor, o Galo precisa encarar os onze jogos restantes como verdadeiras finais de campeonato para se aproximar dos líderes.

- A gente sabe que precisa ter um aproveitamento alto nessas últimas rodadas para almejar esse G4 e até mesmo o topo da tabela. Então, é pensar jogo a jogo e encarar cada jogo como uma decisão, sabendo que cada ponto somado é importante. Ainda terão alguns confrontos diretos, então, temos que procurar ser regulares e tentar tirar a diferença nesses confrontos diretos que ainda nos restam”, destacou o arqueiro atleticano.

Outra questão importante para o Atlético-MG nesta reta final de Brasileirão, na visão do goleiro, é ter bom desempenho nos confrontos diretos contra Grêmio, Palmeiras e Internacional.

- É pensar jogo a jogo e procurar fazer a maior pontuação possível. Os times que estão à frente vão tropeçar e temos confrontos diretos com equipes que estão na nossa frente na tabela. Então, nesses confrontos, também podemos diminuir as diferenças. Não faz sentido a gente vir trabalhar todo dia se não falar em título e em chegar na ponta da tabela. A gente é movido por conquistas, trabalha em cima de conquistas. Então, não descartamos a possibilidade de buscar o título, mesmo sabendo que são oito pontos diferença, mas que no futebol tudo é possível, ainda mais em um campeonato difícil como é o Brasileiro. É trabalhar focado nisso, pensando nisso. Temos dois objetivos, a conquista e a vaga na Libertadores, então, é focar nesses objetivos para que a gente consiga alcançá-los, concluiu.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance