Morre Miltinho, técnico campeão mundial de futsal pelo Atlético-MG
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Morre Miltinho, técnico campeão mundial de futsal pelo Atlético-MG

Miltinho(o terceiro em pé da direita para a esquerda) levou o Galo ao título mundial de clubes no futsal
Miltinho(o terceiro em pé da direita para a esquerda) levou o Galo ao título mundial de clubes no futsal-(Divulgação/Atlético-MG)
Valinor Conteúdo - 22/08/2019 - 15:58
Belo Horizonte
Morreu na noite desta quarta-feira,21 de agosto, aos 57 anos, o ex-técnico de futsal Milton Ziller, o Miltinho, que comandou o Atlético-MG nas conquistas do mundial em 1998, na Rússia, e do bicampeão da Liga Nacional, nos anos de 1997 e 1998.

Miltinho estava internado desde última semana no Hospital Santa Paula, de Passo Fundo-RS por conta de um AVC. O treinador No hospital passou por uma cirurgia para reduzir a pressão do sangue no cérebro, mas quando foi levado ao CTI, não retornou e acabou falecendo.

O Galo lamentou a morte do técnico e colheu depoimentos de ex-atletas que estiveram com ele, como Manoel Tobias e Falcão, eleitos melhores do mundo na modalidade.

-O Clube Atlético Mineiro lamenta a morte do técnico Milton Luiz Ziller Júnior, o Miltinho, comandante da maior equipe de futsal de todos os tempos: o Atlético Pax de Minas.


E MAIS:
Depoimentos

-Miltinho, o grande Comandante dos quatro anos da incrível trajetória do Atlético Pax de Minas, entre os anos de 97 até 2000. Foram três finais de Liga Nacional, conquistando os títulos em 97 e 99. Vice em 2000. Duas participações em Mundiais em Moscou, sendo campeão em 98 e vice em 2000. Tetra Metropolitano, Tri Mineiro. Campeão da Taça Brasil juvenil em 98. Este podemos dizer que honrou o nome do Galo e de Minas no cenário esportivo nacional e mundial. Na formação da parceria Atlético Pax de Minas, fui buscar o Miltinho em Guarulhos e, mais do que um treinador, foi um excepcional gestor de talentos, de organização, de lealdade. Hoje, nos despedimos dele, com a certeza que seu exemplo e ensinamentos se perpetuam, e com muito orgulho de termos trabalhado a seu lado. Fora das quadras, foi marido e pai exemplar. Sua esposa, a Márcia, sempre foi uma mãezona para os atletas, ainda mais para os que vinham de fora de Belo Horizonte. Deixa três filhos, Max, Matheus e Murilo, que é atleta de Futsal e trabalhava com Miltinho na Marauense. Fica nossa eterna gratidão. Seu legado jamais será esquecido- (Atílio Dias, supervisor do Atlético Pax de Minas)



-Todos os grandes jogadores da minha geração passaram por ele, ele formou quase 90% deles e, no ano da minha afirmação no futsal, no @atletico #Galo, ele apostou em mim e me deu a grande oportunidade profissional! Vai com Deus #Miltinho e obrigado por tudo #Gratidao-(Falcão)


-Hoje está sendo um dia muito triste e duro... a vida é muito fascinante e ao mesmo tempo ínfima... acabei de perder um grande amigo que possuía muita integridade, honestidade, ética e acima de tudo deu muito exemplo através do seu caráter humano... sem falar o Futsal mundial perde um dos melhores técnico de todos os tempos. Minha eterna homenagem e agradecimento ao HOMEM, PAI , MARIDO E SER HUMANO GENEROSO. MILTON ZILLER JÚNIOR... meus aplausos a você meu irmão... fã incondicional e exemplo que modelo sempre. Descanse em paz campeão- (Manoel Tobias)



E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance