Mancini explica ausência de Léo Silva e faz mistérios sobre o time
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Mancini explica ausência de Léo Silva e faz mistérios sobre o time

O técnico Vagner Mancini comandou seu primeiro treino à frente do Galo
Mancini fechou o último treino antes de encarar o Fortaleza- (Bruno Cantini/Atlético-MG)
Valinor Conteúdo - 01/11/2019 - 17:36
Belo Horizonte
O técnico do Galo, Vagner Mancini, explicou o motivo de não ter levado para o Ceará o zagueiro Leonardo Silva, que vinha sendo titular da equipe nas últimas quatro partidas. Mancini, que comanda a equipe pela quinta vez, terá o Fortaleza neste sábado, às 17h, no Castelão, pela da 30ª rodada do Brasileirão.

O time mineiro tenta se recuperar da derrota vexatória para a Chape, na última quarta-feira, 30, no Independência, por 2 a 0. além de Léo Silva, O alvinegro não terá Otero e Cazares, suspensos, além de Alerrandro, que também não viajou por opção do treinador.

- A decisão de não levar o Léo já havia sido tomada antes do jogo da Chapecoense, pela sequência de jogos e pelo desgaste. Outros atletas também estão desgastados. Neste momento, a gente pensa em dar uma mesclada da equipe, fazer com que atletas que não vinham jogando façam parte desta partida, para que você ganhe em termos de competitividade, em termos de jogo. E volto a dizer: no caso do Léo, já havia sido decidido que neste jogo ele não participaria- disse.


Sem revelar a escalação, o técnico do Galo testou algumas mudanças como as entradas de Zé Welison e Marquinhos no meio de campo, com Vinicius podendo ter chances de começar jogando. Réver deve voltar à zaga ao lado de Igor Rabello e Di Santo deverá ser o comandante de ataque no lugar de Ricardo Oliveira.


E MAIS:
- Já está definido, já está pensado. O fato de não termos Otero, Cazares e Leonardo Silva faz pensar em outros atletas. Nós temos um elenco recheado de outros jogadores que vão ter oportunidade, porque o Brasileiro acaba sendo extremamente desgastante, ainda mais numa época em que você começa a jogar quarta e domingo. É necessário que tenha mudança de peças. Com isso, você acaba ganhando de um lado, porque às vezes o atleta entra descansado, não está desgastado na sequência de jogos. Perde em termos táticos, mas todo mundo conta com o lastro dos atletas-disse Mancini, que fechou o último trabalho antes do jogo.


Assim, o provável Atlético-MG pode ter: Cleiton; Guga, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison, Elias, Nathan, Luan e Marquinhos (Vinícius); Di Santo.


Pressão da torcida sobre alguns jogadores

O técnico comentou sobre as cobranças que parte do elenco vem recebendo durante os jogos da equipe.

- É natural que isso aconteça quando você não vem numa sequência boa de jogos. É natural que a culpa caia em cima de quem tem mais peso, mais história no futebol. Isso é perfeitamente natural, a gente fala sobre isso no elenco. É importante dizer isso a todo mundo que não vive o nosso dia a dia. Todos os atletas têm ampla consciência de tudo isso. É natural, não é só no Atlético, é assim em todas as equipes. Aqueles que têm um peso maior também sofrem mais quando a sequência não é positiva- concluiu.




E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance