Galdezani deixa expulsão no passado e almeja sequência titular no Galo
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Galdezani deixa expulsão no passado e almeja sequência titular no Galo

Matheus Galdezani
Matheus Galdezani (direita) lamentou expulsão contra o Palmeiras, mas garantiu foco para ajudar o Atlético (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)
LANCE! - 29/07/2018 - 15:00
Belo Horizonte (MG)
No Atlético-MG desde abril, Matheus Galdezani fez sua estreia como titular na derrota por 3 a 2 para o Palmeiras, mas deixou o campo com o pé esquerdo e um cartão vermelho por reclamação, que o deixou fora da partida contra o Paraná, na última quarta-feira. Entretanto, livre de suspensões, o volante volta a almejar uma vaga na equipe titular para o confronto com o Bahia, que acontece às 20h desta segunda-feira, na Arena Fonte Nova.

Apesar de não ter confirmado os 11 jogadores que iniciarão a partida em Salvador, Thiago Larghi deu indícios de que pretende utilizar o jogador no compromisso, válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Atualmente, Galdezani disputa a vaga com o uruguaio David Terans.

- Estou trabalhando. Acho que a oportunidade que eu tenho, pude aproveitar bem. Esperando o Thiago para ver o que ele vai fazer, ele é o treinador.

Quando a oportunidade chegar, estou pronto para ajudar - disse o camisa 20.
Adaptado ao modelo com uma trinca de volantes, o jogador compôs o meio de campo contra o Palmeiras ao lado de Zé Welison e Elias. Desta forma, a defesa tem mais liberdade para atuar e os meias conseguem avançar com mais facilidade para o campo de ataque rival.

- É bom jogarmos com três volantes fora de casa. É uma segurança a mais para nós. Uma função que o Thiago já vinha jogando faz tempo. Os reforços do time vão se encaixando e tudo dará certo - disse o jogador, que confirmou já está familiarizado com a função - Sempre fiz essa função de segundo volante e aqui estou tendo muita liberdade para jogar também. Tenho que voltar para marcar, ajudar o time. É uma característica do estilo de jogo do Thiago, que quando perde, tem que recuperar a bola o mais rápido possível.

A estreia do jogador não saiu como os planos. Após realizar uma boa atuação durante a partida, Galdezani reclamou com o árbitro de uma falta Ricardo Oliveira sobre Edu Dracena e levou o cartão vermelho aos 49 minutos do segundo tempo. Analisando o lance, o jogador entende que a expulsão desviou o caminho para alcançar a titularidade, mas garante que a situação ficou no passado e prometeu ter mais atenção para os próximos compromissos.

- Por um lado, sim. Estou me firmando no time, não posso dar brechas. Independente do que aconteceu, quero estar preparado para ajudar o Atlético.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance