Atlético-MG tem baixo rendimento pós-Copa e pressão aumenta
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Atlético-MG tem baixo rendimento pós-Copa e pressão aumenta

Thiago Larghi
Atlético-MG venceu apenas um jogo no Pós-Copa do Mundo (Foto: Divulgação / Atlético-MG)
LANCE! - 08/08/2018 - 09:10
Belo Horizonte (MG)
Todos esperavam que o Atlético-MG viria para o pós-Copa do Mundo com o mesmo ritmo, porém a equipe comandada por Thiago Larghi não se encontrou. Foram três derrotas, uma derrota e empate pelo Campeonato Brasileiro. Neste momento, o Atlético-MG tenta virar o foco para o encontro contra o Santos, no próximo domingo, às 11h, no Horto.

No período da Copa do Mundo, o Galo contratou cinco nomes: o meia colombiano Yimmi Chará, o atacante Denílson, o meia uruguaio Terans, o atacante Edinho, além do volante José Welison. Com as novas opções, o estilo de jogo montado por Larghi pode ter afetado no esquema dentro de campo. 

O comandante evitou traçar planos e prazos para fazer o time retomar o seu melhor momento no Brasileirão, mas reconheceu as falhas nos cinco jogos disputados no pós-Copa.

- Dificil falar em número de jogos, mas o que temos que fazer no dia a dia é honrar a camisa do clube e trabalhar duro. Que é pra gente acelerar esse processo. Prever vai ser muita pretensão da minha parte e eu não tenho isso. Porque é só unido, concentrado, um chamando atenção do outro, que a gente se livra de problemas assim - disse. 

Além de vir com bons resultados, o time era, de maneira disparada, o melhor ataque do Brasileirão. Com a dificuldade de criar, os outros clubes encostaram na marca das 30 bolas que entraram na rede. 

Thiago Larghi terá que rapidamente fazer com que a equipe rende no Campeonato Brasileiro. Ele pode contar com a volta do lateral-esquerdo, Fábio Santos, que estava machucado, pode retornar contra o Peixe. 

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance