Associação de Cronistas defende repórter, que não cobre mais clube
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Associação de Cronistas defende repórter, que não cobre mais clube

Oswaldo de Oliveira - Briga com repórter
Oswaldo de Oliveira em entrevista nesta quarta-feira (Foto: Reprodução/Sportv)
LANCE! - 08/02/2018 - 19:02
Belo Horizonte (MG)
O repórter Léo Gomide, da Rádio Inconfidência, se dirigiu ao técnico Oswaldo de Oliveira para fazer uma pergunta, porém o dirigente do Atlético-MG entendeu de forma errada o questionamento e se exaltou ao falar com o jornalista. Em seguida, outro repórter, começou sua pergunta, entretanto, segundo Oswaldo de Oliveira, Léo Gomide teria insultado e com isso foi em direção ao jornalista quase agredindo-o. Deste modo a Associação de Cronistas Esportivos de Minas se pronunciou em relação ao acontecimento. 

Depois disso, Léo Gomide não atua como repórter setorista do Atlético-MG. 

Confira a nota da Associação de Cronistas
A AMCE- ASSOCIAÇÃO MINEIRA DE CRONISTAS ESPORTIVOS vem a público conceder seu apoio incondicional ao seu associado Leonardo Gomides Freitas (Léo Gomide) repórter da Rádio Inconfidência vítima de agressão verbal proferida pelo técnico Osvaldo Oliveira durante entrevista coletiva realizada após a partida do Clube Atlético Mineiro e o Atlético do Acre.

O repórter Léo Gomide dentro da liberdade de imprensa fez o seu trabalho profissional com perguntas ao referido treinador que não gostou do questionamento.
O fato aconteceu na presença de vários outros jornalistas que estavam cobrindo o evento e está sendo divulgado por toda mídia.

Para piorar ainda mais a lamentável situação, recebemos a informação que no desembarque da delegação do Clube Atlético Mineiro, o diretor de futebol do clube, Senhor Alexandre Gallo declarou que o repórter Léo Gomide está proibido de entrar nas dependências do clube para realizar seu trabalho profissional.

Tais atitudes, além de demonstrar falta de controle emocional por parte de dirigentes de um dos maiores clubes do Brasil, demonstra também clara tentativa de cercear o trabalho jornalístico.
Mais uma vez expressamos nosso veemente repúdio e indignação pelos fatos ocorridos e nos colocamos a inteira disposição do companheiro Léo Gomide por intermédio do nosso departamento jurídico para que os fatos sejam devidamente esclarecidos e resolvidos.
Esperamos que o triste episódio não venha manchar o bom relacionamento e o respeito que a imprensa esportiva de Minas Gerais sempre manteve com o Clube Atlético Mineiro.
Reiteramos nossa solidariedade ao companheiro Léo Gomide e defendemos sempre a total liberdade de expressão e a independência de opinião dos profissionais da imprensa esportiva de Minas Gerais credenciados oficialmente por esta entidade.

Cordialmente,
Luiz Carlos Gomes
Presidente da AMCE
Belo Horizonte, 08 de fevereiro de 2018 




E MAIS:
icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance